Ministério do Ambiente apoia com 7,7 milhões de euros os municípios afetados pelo incêndio de Pedrógão Grande

Ministério do Ambiente apoia com 7,7 milhões de euros os municípios afetados pelo incêndio de Pedrógão Grande

O Secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, e os presidentes dos municípios de Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos, Góis, Pampilhosa da Serra, Pedrógão Grande, Penela e Sertã, celebram esta segunda-feira, dia 31, o Protocolo sobre as Medidas Emergentes nas Áreas de Intervenção Prioritárias de Proteção dos Recursos Hídricos Afetados pelos Incêndios de 17 a 24 de junho de 2017.

Com um investimento de 4 milhões e 200 mil euros do Fundo Ambiental, o presente protocolo tem por finalidade a concretização de medidas que minimizem os efeitos dos incêndios de 17 de junho, em especial o risco de obstrução de linhas de água, os riscos de inundação e a afetação de captações de água superficial e de áreas de uso balnear.

O documento define ainda um conjunto de intervenções urgentes que vão permitir, não só a proteção das linhas de água, fortemente danificadas pelos incêndios, mas também a salvaguarda de pessoas e bens. Minimizar os efeitos de erosão e arrastamento dos solos e de cheias e inundações são outros dos objetivos definidos.

Para a elaboração do protocolo contribuíram a Agência Portuguesa do Ambiente e técnicos designados pelos municípios afetados pelos incêndios ocorridos entre 17 a 24 de junho de 2017, em Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos, Góis, Pampilhosa da Serra, Pedrógão Grande, Penela e Sertã.

Para além do Fundo Ambiental, a intervenção do Ministério do Ambiente na ajuda às populações e zonas afetadas pelo grande incêndio florestal de Pedrógão Grande também se faz sentir através do PO SEUR – Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos. O PO SEUR disponibilizará 3,5 milhões de euros para a aquisição de equipamentos de proteção individual e de veículos operacionais de socorro para combate a incêndios florestais.

O PO SEUR irá assim apoiar a aquisição de equipamento de proteção individual e a aquisição de veículos operacionais de proteção e socorro. O Aviso é dirigido à Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), à Guarda Nacional Republicana (GNR) e às Associações Humanitárias de Bombeiros Voluntários dos sete Municípios afetados pelo incêndio de 17 de junho.

*Foto de Reuters