PEJENE aposta na Economia Verde

PEJENE aposta na Economia Verde

As empresas e entidades interessadas em acolher estagiários ao abrigo do Programa de Estágios de Jovens Estudantes do Ensino Superior (PEJENE) poderão fazê-lo até 7 de abril, altura em que termina a primeira fase de candidaturas. A segunda fase é lançada a 17 de abril e destina-se a jovens estudantes que pretendam candidatar-se a um dos cerca de 450 estágios disponibilizados, até ao momento, pelas mais de 300 empresas que já se inscreveram.

As candidaturas são feitas diretamente através da plataforma onde, após avaliação, serão divulgadas as vagas disponíveis para estágios.

Em 2017 uma das apostas do PEJENE vai para as áreas que atuem naquela que é designada a Economia Verde. Por isso, são privilegiadas as áreas que promovam um desenvolvimento sustentável em termos ambientais e sociais, seja através de processos produtivos industriais, comerciais, agrícolas ou de serviços. Como explica Ricardo Carvalho, presidente executivo da Fundação da Juventude, “a economia verde aponta para um desenvolvimento económico compatibilizando-o com igualdade social, erradicação da pobreza, reduzindo os impactos ambientais negativos e a escassez de matérias-primas”.

O PEJENE enquadra-se num dos vetores estratégicos de atuação da Fundação da Juventude – Emprego e Empreendedorismo. Este programa tem vindo a responder, desde 1993, às necessidades dos jovens que se encontram a finalizar o ensino superior, permitindo desempenhar tarefas de caráter profissional, e aumentar os seus conhecimentos em ambiente real de trabalho, não esquecendo as tendências mundiais de desenvolvimento económico.