Portugal oferece-se na ONU para acolher próxima Conferência dos Oceanos em 2020

Portugal oferece-se na ONU para acolher próxima Conferência dos Oceanos em 2020

A ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, anunciou hoje, num discurso durante a primeira Conferência dos Oceanos, da ONU, em Nova Iorque, que Portugal pretende organizar a segunda edição do evento em 2020, avança a Lusa.

“Quero formalmente anunciar que Portugal se oferece para receber a próxima conferência dos oceanos da ONU, em 2020, na mesma base e com os mesmos objetivos vertidos. A Câmara Municipal da Figueira da Foz, distrito de Coimbra, vai investir cerca de 1,2 milhões de euros no projeto de qualificação da frente marítima de Buarcos, que terá depois uma segunda fase de 1,3 milhões de euros para esta conferência”, disse a representante portuguesa.

“Fazemos esta oferta como contribuição para, e em linha com o acompanhamento e o processo de revisão da Agenda 2030, sob acompanhamento e supervisão do fórum político de alto nível”, acrescentou Ana Paula Vitorino. Portugal procura, assim, reforçar a sua liderança internacional na área dos oceanos, depois da organização nos anos anteriores de conferências internacionais em Lisboa.

A Conferência dos Oceanos da ONU, que acontece em Nova Iorque esta semana com a participação de 193 países, é o primeiro evento deste nível que a organização dedica aos oceanos. A iniciativa termina na sexta-feira, com a adoção, por todos os países-membros, de um documento político que foi negociado pelo embaixador de Portugal na ONU, Álvaro Mendonça e Moura, em conjunto com a Singapura.