10.ª edição da “Escola Electrão” recolhe 262 toneladas de equipamentos

10.ª edição da “Escola Electrão” recolhe 262 toneladas de equipamentos

As pilhas, lâmpadas e equipamentos elétricos usados, recolhidos no âmbito da campanha “Escola Electrão”, duplicaram na 10ª edição face ao anterior ano letivo. Entre julho de 2020 a junho 2021 foi possível reunir um total de 262 toneladas de equipamentos, o que representa um aumento de 110% em relação às 125 toneladas registadas na edição de 2019/2020, refere o Electrão num comunicado.

A campanha, que sensibiliza para a necessidade de entregar os equipamentos para reciclagem, dinamizada pelo Electrão (Associação de Gestão de Resíduos), contou nesta 10ª edição com 332 escolas inscritas, incluindo estabelecimentos de ensino da Madeira e dos Açores, precisa o comunicado.

“Mesmo com as escolas encerradas durante parte do ano os resultados obtidos superaram as expectativas e vieram provar que os jovens estão particularmente empenhados nesta causa”, sublinha o diretor-geral do Electrão, Pedro Nazareth.

Segundo a Electrão, as escolas vão receber um incentivo financeiro em função da quantidade recolhida, que corresponde a 50 euros por cada tonelada de lâmpadas e outros equipamentos elétricos usados e a 75 euros por cada tonelada de pilhas e baterias usadas. Este ano o valor pecuniário global a atribuir ascende a 13.260 euros.

Serão também distribuídos cheques-prenda da Rádio Popular no valor de 12.450 euros. Estes prémios são atribuídos com base num sistema de pontos, em função da quantidade de resíduos recolhida pela escola e da pontuação obtida no Quiz Electrão, um jogo digital, inovador e pedagógico, que permite envolver os alunos em temas essenciais, como a reciclagem e valorização de resíduos. O desafio Repórter Electrão, outra das iniciativas promovida no âmbito da campanha, também dá direito prémios a atribuir às equipas vencedoras.

A “Escola Electrão” tem como objetivo o envolvimento de professores, alunos, funcionários, pais e comunidade em geral no tão necessário e urgente desígnio da reciclagem. A campanha já permitiu, em dez edições, a recolha de cerca de mais de seis mil toneladas de resíduos nas escolas aderentes.

Escola Secundária de Serpa em primeiro lugar 

A Escola Secundária de Serpa, a única a apresentar resultados no distrito de Beja, foi a que mais pilhas, lâmpadas e equipamentos elétricos usados recolheu na 10ª edição da campanha com quase 33 mil quilos destes aparelhos reunidos. No ano passado esta escola já tinha conseguido obter o melhor resultado com a recolha de 20 toneladas.

A Escola Básica e Secundária Padre António Morais da Fonseca, em Murtosa, e a Escola Profissional de Coruche também se destacaram com excelentes resultados, tendo a primeira recolhido mais de 18 mil quilos de pilhas, lâmpadas e equipamentos eléctricos usados e a segunda mais de 21 mil quilos de resíduos de lâmpadas e equipamentos eléctricos.

As 11 escolas do distrito de Viseu conseguiram o segundo melhor resultado nesta iniciativa ao recolherem um total de 27.059 quilos de equipamentos. O terceiro melhor resultado distrital foi Santarém. As seis aderentes no distrito reuniram 26.514 quilos de aparelhos usados.