3.ª ObservaRia recebeu mais de 6 mil visitantes

3.ª ObservaRia recebeu mais de 6 mil visitantes

O encontro do homem com a natureza voltou a acontecer durante a ObservaRia – Estarreja Birdwatching Fair, de 6 a 9 de abril. Trazer as pessoas a (re)descobrir o espaço natural e a respeitá-lo foi um dos objetivos desta 3.ª edição da feira promovida pela Câmara Municipal de Estarreja.

“Abrimos as portas do BioRia, no Esteiro de Salreu, para 50 kms de percursos especialmente dedicados aos amantes da natureza”, disse Diamantino Sabina, presidente da Câmara Municipal de Estarreja, na abertura oficial da ObservaRia, citado em comunicado, sublinhando uma das principais mudanças desta edição foi a alteração do local do centro da cidade para junto da vida selvagem.

O certame recebeu mais de 6 mil visitantes durante quatro dias direcionados para a divulgação da Ria de Aveiro e “da natureza, na ótica da observação de aves, complementada com uma intensa programação”, com 50 atividades diversas e com a presença de especialistas “de renome internacional”, continuou Diamantino Sabina.

Na sessão de abertura, Rogério Rodrigues, presidente do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, realçava os “bons alicerces” da ObservaRia. “Estas áreas têm a possibilidade de potenciar o turismo de natureza cujas receitas não são nada desprezíveis neste setor”.

O trabalho do BioRia “assente na relação do Homem com a natureza” foi enaltecido por Ribau Esteves, presidente da CI Região de Aveiro, e a ObservaRia representa mais “um contributo muito importante para a divulgação da nossa Ria”. Para Pedro Machado, Presidente do Turismo do Centro de Portugal, esta é uma “aposta ganha do ponto de vista do turismo ativo e de natureza”, mencionando as “idiossincrasias, aquilo que nos identifica, que diferenciam a nossa oferta”.

Já no final do evento, no último domingo, o coordenador do projeto BioRia, Norberto Monteiro, reforçava o papel da ObservaRia como veículo promocional da região, dizendo que “começa a dar passos largos de afirmação como a maior feira a nível nacional. O nosso objetivo é ser uma referência internacional e temos todas as condições naturais para que tal possa vir a acontecer”, resumiu.