300 mil euros para valorizar o Parque Natural do Tejo Internacional

300 mil euros para valorizar o Parque Natural do Tejo Internacional

A secretária de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação Natureza, Célia Ramos, preside à Cerimónia de Assinatura dos Protocolos “Promover e Valorizar o Parque Natural do Tejo Internacional” e “Compatibilizar a Gestão Cinegética com a Conservação da Natureza do Parque Natural do Tejo Internacional”, que se realiza no Centro de Apoio às Atividades da Natureza, em Malpica do Tejo, pelas 10h30.

Os projetos, financiados pelo Fundo Ambiental, contam com uma dotação total de 300 mil euros para valorizar o Parque Natural do Tejo Internacional (PNTI) e encontram-se integrados no Projeto Piloto para a Gestão Colaborativa do PNTI.

O projeto “Promover e Valorizar o PNTI” será executado pelo Instituto Politécnico de Castelo Branco e o projeto “Compatibilizar a Gestão Cinegética com a Conservação da Natureza no PNTI” ficará a cargo da Quercus. Os mesmos serão iniciados em 2018 e concluídos em 2019.

O Projeto Piloto para a Gestão Colaborativa do PNTI é uma iniciativa do Ministério do Ambiente e conta com a participação de sete parceiros (Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, os Municípios de Castelo Branco, Idanha-a-Nova e Vila Velha de Ródão, o Instituto Politécnico de Castelo Branco, a Associação Empresarial da Beira Baixa e a Quercus – Associação Nacional para a Conservação da Natureza), apostando numa nova forma de gestão – participativa e colaborativa – de uma área protegida, tal como definido na Estratégia Nacional da Conservação da Natureza e da Biodiversidade, aprovada pelo Governo em maio de 2018.