A OPEP já não manda aqui

A OPEP já não manda aqui

Categoria Ambiente, Energia

Alexander Novak, ministro da Energia da Rússia, é um ilustre desconhecido. Mas bastou uma curta entrevista a uma estação de televisão, no passado sábado, para que os preços do barril do petróleo abrissem esta semana a subir. O barril do Brent passou dos 32,90 para os 34,65 dólares apenas na sessão de segunda-feira.

Segundo o Jornal Expresso, Novak limitou-se a dizer que, da reunião do passado dia 16 entre a OPEP e a Rússia, saiu um acordo “suficientemente sólido”, com vista ao congelamento da produção petrolífera reportando aos níveis de janeiro. Lembrou ainda que aquela organização e a Rússia representam perto de 75% do petróleo exportado a nível mundial.

Ficou mais uma vez claro, segundo alguns analistas internacionais, que a OPEP por si só já não consegue controlar o mercado do petróleo. Aliás, no dia a seguir à reunião de Doha, no Qatar, os preços do petróleo até caíram, numa reação de alguma indiferença às declarações de Mohammed bin Saleh al-Sada, presidente daquela organização.