Afinal as formigas também são preguiçosas

Afinal as formigas também são preguiçosas

Investigadores norte-americanos de Universidade de Tucson, no Arizona, acabaram com o mito das formiguinhas trabalhadoras. Afinal, as formigas também sofrem de preguiça e não trabalham, pelo menos todas, em comunidade o verão inteiro, avança  hoje pelo jornal I.

“Quando começamos a investigar as sociedades compostas por insetos, percebemos que estas também têm os seus problemas: metade delas estão apenas a andar de um lado para o outro enquanto as outras fazem todo o trabalho”, explicou à R&D Magazine, Daniel Charbonneau, o responsável pelo estudo.

Para chegar a esta conclusão, publicada na revista “Behavioral Ecology and Sociobiology” foram observadas 250 formigas marcadas individualmente com cores e separadas em cinco colónias artificiais. Quase metade não executou qualquer tarefa e a razão pela qual isto aconteceu ainda não é clara: “Penso que a explicação mais comum seja que estas formigas servem para substituir outras que entretanto morrem ou então só começam a trabalhar quando o volume de trabalho dentro da colónia aumenta”.

Outra das hipóteses avançadas é que estes insetos podem funcionar como “entreposto de comida” para as formigas que realmente estão a fazer o trabalho árduo ou constituirem uma reserva a ser usada no caso de um ataque ao formigueiro.

Apesar destas teorias ainda estarem por provar “todos os estudos que tentaram ativar as formigas inativas falharam”. E, assim, o papel que elas têm dentro das colónias permanece um mistério.