Agricultores lesados por incêndios exigem “ajudas justas” ao Governo

Agricultores lesados por incêndios exigem “ajudas justas” ao Governo

Agricultores de vários concelhos atingidos pelos incêndios de 2017 manifestaram-se hoje, em Góis, distrito de Coimbra, e exigiram “ajudas justas” ao Governo, revela a “Lusa”. Os manifestantes entregaram ao ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos, e ministro-adjunto, Pedro Siza Viera, um documento através do qual, mais uma vez, reclamam a “correção das injustiças cometidas no processo de apoio aos agricultores e outros rurais lesados” pelos fogos florestais.

“Queremos, mais uma vez, chamar a atenção do Governo para a situação dos agricultores e outras pessoas lesadas”, disse à agência “Lusa” João Dinis, da Confederação Nacional da Agricultura (CNA). A “recuperação de habitações ardidas e demais infraestruturas” foram outras das exigências do protesto realizado na vila de Góis por iniciativa da CNA, Associação Distrital dos Agricultores do Distrito de Coimbra (ADACO) e Movimento Associativo de Apoio às Vítimas dos Incêndios de Midões (MAAVIM), no concelho de Tábua.

Os ministros Capoulas Santos e Siza Vieira deslocaram-se hoje a Góis, onde participam na sessão de apresentação pública das medidas do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural no âmbito do Programa de Revitalização do Pinhal Interior.

*Foto de Reuters