Águas de Portugal: acionistas aprovam relatório de contas de 2016

Categoria Advisor, Empresas

A Assembleia-Geral de acionistas da AdP – Águas de Portugal, SGPS, SA, ontem reunida, deliberou aprovar o relatório de gestão e as demonstrações financeiras do exercício de 2016.

O Grupo AdP registou um resultado líquido consolidado de 70,8 milhões de euros no exercício económico-financeiro de 2016. A alienação do negócio dos resíduos em 2015 e necessidade de constituição em 2016 de provisões para riscos de atividade são as principais justificações da sua diminuição em relação ao exercício do ano anterior, que tinha registado um resultado extraordinário de 166 milhões de euros.

João Nuno Mendes, Presidente do Conselho de Administração, destacou “a grande intensidade” registada na atividade do Grupo AdP em 2016, designadamente decorrente da reorganização empresarial e criação de novos sistemas multimunicipais de abastecimento de água e de saneamento.

“Em 2016 foram dados passos decisivos para desenvolver e estabilizar a organização regional e empresarial do Grupo AdP e em simultâneo foram alcançados resultados significativos. A redução do endividamento financeiro em 100 milhões de euros e o aumento do cash-flow operacional consolidam a nossa sustentabilidade económica e financeira”, realçou o Presidente do Grupo AdP.