Águas do Algarve investe na sustentabilidade através da Mobilidade Elétrica

Águas do Algarve investe na sustentabilidade através da Mobilidade Elétrica

Categoria Águas, Ambiente, Energia

A Águas do Algarve está a desenvolver um conjunto de iniciativas de elevado valor na vertente da energia e na mobilidade elétrica, através do investimento em energias renováveis. Nesta perspetiva, e no plano de ações a desenvolver no âmbito da mobilidade, consta como uma das linhas estratégicas para a redução das emissões atmosféricas a aquisição de viaturas elétricas assim como a instalação de postos de carregamento para viaturas elétricas. Está prevista a aquisição de 16 viaturas elétricas em substituição de igual número de viaturas a diesel da frota automóvel da Águas do Algarve

Recorde-se que a Águas de Portugal lançou um concurso Internacional para a aquisição de 127 viaturas em regime de AOV para todo o universo das empresas do Grupo AdP, sendo 16 para uso no desenvolvimento da atividades diárias da Águas do Algarve. Paralelamente foi também lançado um outro concurso Internacional para a aquisição de 73 Postos de carregamento de viaturas elétricas para todo o universo das empresas do Grupo AdP, sendo 10 para montar em instalações da Águas do Algarve.

A Candidatura para o universo do grupo de empresas da AdP, prevê um total do investimento que ronda os 3,762 milhões de euros, sendo que a parte comparticipada se cifra em 1,275 milhões de euros. Os 10 postos de carregamento serão localizados em diversas instalações localizadas estrategicamente no território do Algarve que permitirão a utilização das viaturas em toda a região do Algarve.

Para além desta aposta, também na área da eficiência energética a Águas do Algarve tem já um percurso significativo, o qual remonta a 2008 com a entrada em serviço das primeiras centrais micro fotovoltaicas com injeção na RESP (Rede elétrica de Serviço público), tendo representado um investimento de um milhão de euros a preços de 2008. Atualmente são 55 micro fotovoltaicas em serviço sendo responsáveis até ao momento, pela produção de 2,3 GW h e gerando uma receita de 1,3 milhões de euros através da tarifa bonificada atribuída a estas instalações e que atualmente é de 0.233 €/kW h injetado na RESP.

Até ao momento, a empresa afirma ter constatado que já foi possível evitar emissões para a atmosfera no valor de 1000 t CO2 .

Para além da mobilidade elétrica e da produção fotovoltaica o PEPE prevê a execução de outras medidas de eficiência energética noutras áreas como sendo de carater legal (cumprimento do SGCIE) ou de vertente de estratégia empresarial.

A totalidade destas atividades inscritas no plano do PEPE corresponderão a um investimento de 700.000€ e permitirão uma redução de consumos em 2,8 GW h/ano correspondente a uma economia de cursos financeiros de 302.000€/ano e uma emissão de 1300 t CO2 /ano .

Complementarmente, 10 colaboradores da Águas do Algarve, no âmbito da implementação do PEPE já iniciaram uma formação na área da eficiência energética (Auditores de energia especialista do ciclo Urbano da Água) ) com uma duração de cerca de 6 meses. O objetivo desta formação, para além, de integrar um ou dois elementos numa Bolsa de Auditores energéticos internos do grupo AdP) o de capacitar diversos técnicos com conhecimentos nesta área para as diversas áreas de atuação da atividade da empresa.