Águas do Tejo Atlântico reconhecida por boas práticas de responsabilidade social e sustentabilidade

Águas do Tejo Atlântico reconhecida por boas práticas de responsabilidade social e sustentabilidade

Categoria Águas, Ambiente

Por iniciativa da Associação Portuguesa de Ética Empresarial, o projeto” água+” da Águas do Tejo Atlântico foi reconhecido na categoria, “Objetivos de Desenvolvimento Sustentável ODS6 Água Potável e Saneamento”. Esta distinção por boas práticas em responsabilidade social e sustentabilidade destacou o projeto de água para reutilização “água+” e a “necessidade de adoção de novos comportamentos face ao bem escasso que é a água”, lê-se no comunicado.

A marca “água +” identifica a “água para consumos não potáveis” produzida em Fábricas de Água, e tem usos urbanos, agrícolas e industriais, tais como: lavagens de rua; rega de espaços verdes; rega agrícola; sistemas de climatização industrial; lavagem de veículos, entre outros. O desenvolvimento e implementação deste projeto, diretamente ligado à Economia Circular, tem já impacto relevante nos municípios de Lisboa, Cascais e Mafra, onde contribui para o “desenvolvimento de projetos de rega e lavagem sustentável, utilizando água residual tratada como alternativa à água potável, reservando a água com qualidade máxima para o consumo humano”, refere a empresa.

A utilização de água residual tratada (água reciclada = água+) contribui para uma gestão mais eficiente e sustentável dos recursos hídricos, constituindo um benefício como fonte de água alternativa para usos não potáveis. A Águas do Tejo Atlântico criou em 2018 a marca “água+” representativa deste produto, com qualidade ajustada às diferentes necessidades e utilizações, garantindo a sua segurança.

Apesar da reutilização de água ser secular no nosso Planeta, os casos práticos ainda carecem de multiplicação. Existem países onde esta prática aproxima-se dos 100% (ex. Singapura) e regiões onde já é significativa (Califórnia). Em Portugal existem bons exemplos, como o Parque Municipal de Mafra, a lavagem de ruas de Alcântara e Cascais ou a reutilização no sistema de climatização do IKEA de Loures. O conceito água+ foi testado com sucesso no ensaio realizado em 2018 na rega de um espaço limitado do evento Rock In Rio.

Atualmente decorre um processo que visa aplicar a água+ na rega de espaços verdes urbanos no Parque das Nações, em Lisboa. De acordo com a Águas do Tejo Atlântico, a disponibilidade deste recurso “é elevada e está pronta a assumir o seu devido papel na sociedade”.