Águeda Sm@rt City Lab: Um laboratório vivo para a descarbonização da e para a c(omun)idade

Águeda Sm@rt City Lab: Um laboratório vivo para a descarbonização da e para a c(omun)idade

A adoção de medidas que contribuem para o combate às alterações climáticas, nomeadamente a redução de emissão de Gases com Efeito de Estufa (GEE), é um dos principais desafios ambientais da atualidade, sendo que, através do programa dos Laboratórios Vivos para a Descarbonização, cofinanciado pelo Fundo Ambiental, Águeda procurará desenvolver um projeto inovador envolvendo cidadãos e empresas.

O Águeda Sm@rt City Lab
O Águeda Sm@rt City Lab é um laboratório vivo (living lab) que se traduz num ambiente aberto de inovação, onde a autarquia, os cidadãos, as empresas e as escolas colaboram no desenvolvimento, implementação, validação e teste de novas tecnologias, serviços e respetivas aplicações numa zona da cidade. O laboratório localiza-se no centro da cidade, numa área de elevada concentração de comércio, serviços/equipamentos e espaços de lazer e encontro de toda a comunidade aguedense.

Desafios e metas
“Em Águeda queremos que a redução das emissões de CO2 vá além dos desafios europeus (20% até 2020 e 40% até 2030)” refere Jorge Almeida, presidente da Câmara Municipal de Águeda, ao enquadrar o projeto dos Laboratórios Vivos para a Descarbonização de Águeda. Reconhecendo o envolvimento dos cidadãos como fundamental, tal como de escolas, entidades e empresas que trabalham, em conjunto com a Autarquia, para reduzir os consumos energéticos e aumentar a sustentabilidade do território.

Assumindo como principal objetivo a descarbonização da cidade, o Águeda Sm@rt City Lab integra um conjunto de soluções (tecnológicas e não tecnológicas) nos domínios da mobilidade, energia, edifícios, economia circular e ambiente.

O Projeto
Na área da mobilidade pretende-se a instalação de um sistema inteligente de gestão do estacionamento, a disponibilização de uma solução integrada de mobilidade elétrica para partilha de veículos (carsharing). Ainda neste âmbito, pretende-se, em conjunto com as escolas, promover iniciativas de mobilidade sustentável e de desincentivo da utilização do transporte individual.

Na área da energia e edifícios, destaca-se a aposta do Município na instalação de postos de carregamento de veículos elétricos, sendo um deles abastecido pela energia gerada através de um sistema de autoconsumo solar fotovoltaico. Também será instalado mobiliário urbano inteligente, nomeadamente bancos com portas USB para carregamento de dispositivos móveis e integração com os sistemas de wifi da cidade. Ainda neste âmbito, será implementado um sistema inteligente de gestão de iluminação pública e de análise de fluxos e instalado um pavimento gerador de energia cinética através dos passos dos peões e passagens de bicicletas. Paralelamente, será desenvolvido um estudo piloto para avaliação e otimização do uso eficiente da energia no setor residencial.

Por último, na área da economia circular e ambiente pretende-se testar um sistema de gestão de resíduos diferenciados que permita aumentar a reciclagem e otimizar as recolhas, um sistema de gestão de rega inteligente que permita acionar a rega apenas quando necessário assim como a implementação de outras medidas de promoção da qualidade do ar, entre as quais, a instalação de redutores de emissões nos veículos de passageiros da frota municipal.

A comunidade e a participação
Transversal a todas as áreas temáticas, será implementado um espaço de interpretação e dinamização do Laboratório, aberto à comunidade, no qual os aguedenses poderão conhecer as tecnologias em teste no seu território e ter informação sobre as formas de participação nas atividades dinamizadas neste contexto. Também os mupis/painéis multimédia irão permitir uma maior aproximação ao cidadão, e do cidadão aos Laboratórios, dado que nestes será disponibilizada toda a informação do projeto e da cidade, inquéritos, eventos, entre outros! Será também desenvolvida uma APP para registo de comportamentos/desafios à comunidade assim como uma plataforma que irá centralizar toda a informação proveniente dos vários sistemas inteligentes instalados na área do Laboratório.

Edson Santos, vice-presidente do Município, com o pelouro do Ambiente e Sustentabilidade, refere que “o Águeda Sm@rt City Lab pretende ser a génese de uma cidade/comunidade menos poluente, mais inovadora, sustentável e resiliente e com melhor qualidade de vida para os seus cidadãos”. Salienta o potencial replicador deste projeto, dado que existem já outras cidades interessadas em implementar algumas das ações desenvolvidas!

Para mais informações: sustentabilidade@cm-agueda.pt

Este artigo foi publicado na edição 80 da Ambiente Magazine.