Algarve volta a assumir-se como local privilegiado para observação de aves

Algarve volta a assumir-se como local privilegiado para observação de aves

Durante quatro dias (1 a 4 de outubro), à semelhança de anos anteriores, o Algarve vai voltar a acolher o Festival de Observação de Aves e Atividades de Natureza de Sagres, assumindo-se como local privilegiado para o turismo da natureza.

Considerado um evento de referência mundial, o Festival de Observação de Aves decorre em plena área protegida do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina. “É com grande satisfação que a Região de Turismo do Algarve apoia a realização de mais uma edição do festival, que vem cimentar a posição do Algarve enquanto destino predileto para a prática de atividades de natureza, durante todo o ano. Lembro que 38% da área total do Algarve possui o estatuto de conservação, o que consagra a sua importância biológica e paisagística em termos europeus. Além disso, grande parte da região está classificada como Important Bird Area”, explicou Desidério Silva, Presidente da Região de Turismo do Algarve.

A iniciativa vai coincidir com a passagem das aves migradoras (especialmente de rapina) que deixam os territórios europeus de nidificação a caminho de África, sendo possível avistá-las no Algarve. Será ainda possível avistar aves marinhas e passeriformes.

“Estima-se que existam cerca de 100 milhões de observadores de aves no mundo e que, em 2020, o Turismo de Natureza gere, só na Europa, cerca de 26,1 milhões de viagens. O Turismo de Natureza revela-se, assim, de grande importância para a região na medida em que permite diversificar a sua oferta, minimizar a sazonalidade, captar mais mercado e dinamizar a economia local. O Algarve tem potencialidades únicas para a prática de atividades de Turismo de Natureza e de birdwatching em particular, pois alia uma diversidade paisagística única, com condições meteorológicas favoráveis ao longo de todo o ano, além de uma gastronomia e infraestruturas de excelente qualidade”, sublinhou Desidério Silva, que participará na sessão de abertura do evento, que se realiza no dia 1 de outubro, pelas 10 horas, no Forte de Beliche.

Além da observação de aves, os visitantes poderão participar em mais de uma centena de atividades, umas gratuitas e outras a um preço convidativo. Birdwatching off, passeio a cavalo na Costa Vicentina, passeio em Stand up paddle e yoga na praia são apenas alguns exemplos. O programa oferece, ainda, várias atividades dirigidas às crianças a partir dos seis anos.

O Festival de Observação de Aves de Sagres é um evento anual que teve início em 2010, fruto de uma parceria entre a Almargem e a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves com o município de Vila do Bispo, que desde a primeira edição conta com o apoio da Região de Turismo do Algarve. O ano passado, participaram 950 visitantes, provenientes de diversas zonas do país e do mundo.