Aliança para os Objetivos de Desenvolvimento sustentável lançada este mês em Lisboa

Aliança para os Objetivos de Desenvolvimento sustentável lançada este mês em Lisboa

Categoria Advisor, Agenda

A AEPSA – Associação das Empresas Portuguesas para o Setor do Ambiente vai integrar a Aliança para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), uma iniciativa da Global Compact Network Portugal. O evento de lançamento da Aliança para os ODS decorrerá no próximo dia 20 de janeiro, na Culturgest, em Lisboa, e culminará, cerca das 17h00, com a cerimónia protocolar de assinatura do compromisso.

A AEPSA, a convite da Global Compact Network Portugal – a rede portuguesa das empresas subscritoras dos princípios da United Nations Global Compact – formaliza o seu compromisso de adesão à Aliança para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. A associação passa, assim, a subscrever os 17 objetivos de desenvolvimento sustentável, assentes em preocupações com os direitos humanos, práticas laborais, protecção ambiental e anticorrupção.

A Agenda 2030 e os 17 ODS, fixados na cimeira da ONU, em Nova Iorque, em setembro de 2015, definiram uma nova linha de ação até 2030, com base nos progressos e lições aprendidas com os Objetivos de Desenvolvimento do Milénio – entre 2000 e 2015. Esta agenda, aprovada pela Assembleia Geral das Nações Unidas, reúne o esforço conjunto de governos e cidadãos, de todo o mundo, para criar um novo modelo global para acabar com a pobreza, promover a prosperidade e o bem-estar de todos, proteger o ambiente e combater as alterações climáticas,

Francisco de Mariz Machado, Presidente da AEPSA acrescenta que “a AEPSA é uma associação empresarial, sem fins lucrativos, que representa as empresas privadas com intervenção no setor do ambiente. Por esta razão, a sua integração na Aliança dos ODS passa não só pela subscrição dos 17 objectivos definidos pela Nações Unidas, mas também pelo envolvimento da associação nas actividades inerentes a este compromisso, como a implementação de boas práticas junto dos associados e a difusão dos temas abordados pela aliança. Este é mais um passo da indústria privada nacional, do sector do ambiente, em prol do desenvolvimento sustentável, que agora subscreve as mais ambiciosas metas de sustentabilidade a nível mundial”.

A cerimónia protocolar de assinatura do compromisso é precedida pela apresentação da Consulta Pública, pela Comissão organizadora, sobre a implementação local da agenda de desenvolvimento pós 2015, seguindo-se a apresentação dos ODS por entidades ligadas aos temas, contando com a presença de organismos como a GCNP, UNICEF, FAO, CNJ, UNESCO, OIKOS, LNEG, OIM, OIT, CPR, UNU-GOV, Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres, entre outras.

O evento é coorganizado pelas Agências da ONU em Portugal, UNRIC e Plataforma Portuguesa das ONGD.