Amb3E recebe licença para gerir embalagens

Amb3E recebe licença para gerir embalagens

A Amb3E – Associação Portuguesa de Gestão de Resíduos, gestora da Rede Electrão, recebeu a licença para o fluxo de embalagens e resíduos de embalagens. Com esta entrada no mercado das embalagens, a Amb3E alarga a sua atividade e passa a ser a primeira entidade gestora a oferecer aos seus clientes um serviço integrado para a gestão de três fluxos de resíduos: equipamentos elétricos, pilhas e embalagens, refere em comunicado.

“Este é o resultado de uma decisão estratégica da organização no sentido de fornecer um serviço integrado, no formato one-stop-shop, que permita aos nossos clientes cumprirem, com um só interlocutor, as suas obrigações legais de reciclagem no que diz respeito à totalidade dos resíduos que estes geram.”, explica Pedro Nazareth, diretor-geral da Amb3E.

A licença atribuída pelos secretários de Estado do Ambiente e Adjunto e do Comércio permite à Amb3E oferecer um serviço de gestão de resíduos com valores mais competitivos, assegurando o cumprimento rigoroso dos requisitos legais e a eficiência de desempenho ambiental do seu sistema.

“Este é mais um marco na história da Amb3E. Permite reforçar a relação com os nossos aderentes de origem do setor elétrico e eletrónico, desenvolver o nosso sistema de gestão de embalagens para também merecer a confiança de novos clientes de outros setores com peso na economia nacional”, conclui Pedro Nazareth.

A Amb3E espera alcançar uma quota de mercado que lhe permita posicionar-se como parceiro de relevo e estratégico dos Sistemas de Gestão de Resíduos Urbanos (SGRU), contribuindo para a otimização operacional de todo o sistema e para o cumprimento das metas nacionais de recolha e reciclagem de resíduos de embalagens.

A Amb3E entregou à APA o seu Caderno de Encargos em outubro de 2016 onde apresentou a sua candidatura à gestão de fluxo de resíduos de embalagens, entrando ontem, dia 15, em vigor a licença agora atribuída.