Aniversário Ambiente Magazine: Para quando a sustentabilidade?

Aniversário Ambiente Magazine: Para quando a sustentabilidade?

No 28º aniversário da Ambiente Magazine, assinalado em dezembro de 2021, lançamos um desafio ao setor do ambiente. Designado por “Passa-a-Palavra”, este desafio começou com Lee Hodder (Galp), José Furtado (Águas de Portugal) e Ana Isabel Trigo Morais (Sociedade Ponto Verde), onde cada um teve de responder à pergunta -“Para quando a sustentabilidade?” – e, ao mesmo tempo, lançarem o mesmo desafio a outras personalidades, e assim sucessivamente. Neste trabalho, incluído na edição impressa número 91 da Ambiente Magazine, apenas conseguimos partilhar os testemunhos da área dos resíduos, ficando a promessa de que, nas duas próximas edições, serão disponibilizados os testemunhos das restantes áreas.

Hoje, partilhamos o testemunho de Rita Ribeiro (Universidade do Minho), desafiada por Lígia Pinto (APESB – Associação Portuguesa De Engenharia Sanitária E Ambiental).

PARA QUANDO A SUSTENTABILIDADE?

“A noção de sustentabilidade pressupõe que o processo de desenvolvimento humano no presente não comprometa a sobrevivência e bem-estar das gerações futuras. O grande desafio da sustentabilidade é o facto de que, vivendo num planeta de recursos finitos, não podemos prosseguir com a expectativa de um crescimento infinito. Ora, o sistema económico capitalista não pode sobreviver sem a expansão contínua da produção, dos mercados de consumo e do desperdício, pelo que a contradição entre este sistema e a sustentabilidade é insanável. Ainda que a inovação tecnológica possa contribuir para acelerar a descarbonização, a única forma realista de enfrentar a emergência climática em tempo útil é a redução drástica dos níveis de consumo, assegurando ao planeta o tempo necessário para regenerar-se e continuar a providenciar condições para a existência humana”.

By: Rita Ribeiro 

Cristiana Macedo