Aniversário Ambiente Magazine: Para quando a sustentabilidade?

Aniversário Ambiente Magazine: Para quando a sustentabilidade?

No 28º aniversário da Ambiente Magazine, assinalado em dezembro de 2021, lançamos um desafio ao setor do ambiente. Designado por “Passa-a-Palavra”, este desafio começou com Lee Hodder (Galp), José Furtado (Águas de Portugal) e Ana Isabel Trigo Morais (Sociedade Ponto Verde), onde cada um teve de responder à pergunta -“Para quando a sustentabilidade?” – e, ao mesmo tempo, lançarem o mesmo desafio a outras personalidades, e assim sucessivamente. Neste trabalho, incluído na edição impressa número 91 da Ambiente Magazine, apenas conseguimos partilhar os testemunhos da área dos resíduos, ficando a promessa de que, nas duas próximas edições, serão disponibilizados os testemunhos das restantes áreas.

Hoje, partilhamos o testemunho de Adriana Mano (Zouri vegan shoes), desafiada por Inês Costa, secretária de Estado do Ambiente.

PARA QUANDO A SUSTENTABILIDADE?

“O tema está na ordem do dia. Os alertas são recorrentes. Ainda que, em tempos de crise na saúde pública – e não o é o plástico e a sustentabilidade? – a narrativa pode por vezes perder alguma urgência.

Mas será que, de facto, estamos conscientes da problemática da sustentabilidade e do plástico na nossa vida? Será que conhecemos ou contribuímos para a solução? Ou, qual pathos, estamos irremediavelmente condenados a um futuro envolto em plástico?

Os dados não deixam margem para dúvidas: por ano, cada português utiliza cerca de 460 sacos de plástico1 apenas 12% dos plásticos que estão presentes nos resíduos urbanos portugueses foram reciclados2; 80% do lixo marinho na Europa é constituído por plástico, dos quais 70% são produtos descartáveis e relacionados com pesca3, e 72% do lixo encontrado nas praias portuguesas são microplásticos4.

Já há mais de 150 milhões de toneladas de resíduos plásticos nos oceanos3, mas a nossa parte não precisa de estar contabilizada nestes números e podemos contribuir para os inverter. O caminho é longo, mas parte de cada um de nós deixar uma pegada mais firme em direção a um futuro melhor”.

  • 1 – Dados Agência Portuguesa do Ambiente
  • 2  – Dados Associação Zero relativos a 2018
  • 3  – Dados Parlamento Europeu
  • 4 – Dados WWF