APEMETA lança Plataforma Ambiente Portugal com objetivo de fomentar sinergias entre empresas e entidades

APEMETA lança Plataforma Ambiente Portugal com objetivo de fomentar sinergias entre empresas e entidades

Categoria Advisor, Empresas

A APEMETA acaba de anunciar que a Plataforma Ambiente Portugal já se encontra online. O espaço que foi criado pela APEMETA pretende ser uma “mostra de empresas e entidades que apostam na cooperação e na coopetição em matéria de Ambiente e conexas”. Desenvolvida no âmbito do Projeto AMBIPOR II esta plataforma quer fomentar sinergias de empresas e outras entidades portuguesas envolvidas e disponíveis para projetos de cooperação e coopetição em matérias de Ambiente e conexas. É um espaço online que divulga entidades e projetos assentes nestes conceitos. Registe a sua entidade e projetos de referência neste novo espaço online!

  • O que é a Plataforma Ambiente Portugal?

É um espaço digital especialmente dirigido a utilizadores registados (empresários, técnicos de empresas e outras entidades, professores e investigadores, etc) que combina:

  • um diretório de entidades que já são exemplos de cooperação e coopetição ou têm interesse em iniciar projetos assentes nestes conceitos, nomeadamente aqueles focados e estimulados pela Plataforma;
  • um repositório de projetos concretos de cooperação e coopetição, com foco nas temáticas e interesses estimulados pela Plataforma;
  • a possibilidade de fazer pesquisas detalhadas de entidades e projetos com base em diferentes critérios (características das entidades, temáticas e interesses dos projetos, etc)
  • eventos, notícias e publicações relevantes para os utilizadores e entidades que integram esta plataforma.

É, assim, um espaço de divulgação de casos de sucesso e também de busca e estímulo a novos consórcios, novas associações, sinergias, investigação e inovação.

  • Quais as temáticas de Cooperação e Coopetição focadas na Plataforma Ambiente Portugal?

As temáticas (transversais a entidades e projetos) são:

  • Alterações climáticas
  • Descarbonização da economia
  • Economia azul
  • Economia circular
  • Materiais
  • Sensibilização ambiental
  • Sustentabilidade
  • Quais os interesses de Cooperação e Coopetição estimulados pela Plataforma Ambiente Portugal?

Os interesses (transversais a entidades e projetos) são:

  • Tecnologias/serviços ambientais
  • Desenvolvimento de produtos/serviços
  • Internacionalização
  • Investigação & desenvolvimento
  • Normalização
  • Projetos internacionais
  • Projetos nacionais
  • Que tipo de entidades podem ser encontradas/registadas na Plataforma?

A Plataforma Ambiente Portugal combina empresas públicas, empresas privadas, associações, entidades do sistema científico nacional e entidades da administração pública central, regional e local, etc.

  • Quais os setores das entidades presentes/a registar na Plataforma?

Entidades que trabalham “em ambiente” ou “com o ambiente”, ou seja, que:

  1. trabalham no setor ambiental ou
  2. trabalham em temáticas ambientais noutros setores ou
  3. iii) trabalham noutros setores conexos, imprescindíveis ao funcionamento dos anteriores

São exemplos os setores Agrícola, Água, Alimentar, Ar, Arquitetura, Cimento, Comunicação (media, publicidade, etc), Design, Digital/tecnologias informação, Energia, Ensino, Extrativo, Financeiro, Florestal, Imobiliário, Investigação & desenvolvimento, Marítimo, Materiais e construção, Metalomecânica, Papel, Pecuário, Química, Resíduos, Retalho, Ruído & vibrações, Saúde, Segurança/riscos, Seguros, Sociedades de advogados, Solos, Textil/Vestuário/Calçado, Transportes, Turismo, Vidreiro/cerâmico entre outros.

  •  Quais as áreas de atividade das entidades presentes/a registar na Plataforma?

A Plataforma combina entidades focadas nas áreas de Análises, Auditoria, Certificação, Comércio de soluções, Consultoria, Economia circular, Eficiência energética, Energias renováveis, Fabrico de tecnologia/equipamentos, Financiamento, Formação, Instalação, Investigação in situ, Moldes, Operação & manutenção, Projeto, Qualidade, Reciclagem, Remediação, Software, Sustentabilidade, Tratamento, Utilities entre outros.

  •  Que tipos de projetos podem ser encontrados/adicionados à Plataforma?

Projetos de cooperação que envolvam uma ou mais entidades, privados ou com financiamento ou co-financiamento público, em curso, já terminados ou pendentes.

Podem ser parcerias colaborativas formais (ex: projeto do Fundo Ambiental) ou mais informais (ex: parcerias para a Internacionalização de entidades com diferentes competências).

Projetos com entidades nacionais ou internacionais (de momento a plataforma está apenas disponível em PT, focada em acolher sobretudo entidades nacionais, no entanto os conteúdos podem ser expostos em PT/EN)

Os projetos podem ser tornados totalmente públicos, visíveis apenas a utilizadores registados ou visíveis apenas a utilizadores membros de equipas de entidades.

Tendo em vista os interesses e temáticas de cooperação e coopetição focados na Plataforma Ambiente Portugal podem ser Projetos focados em:

  • Tecnologias/serviços ambientais,
  • Desenvolvimento de produtos/serviços,
  • Internacionalização,
  • Investigação & desenvolvimento ou
  • Normalização

em temáticas centrais ou conexas a temas como Alterações climáticas, Descarbonização da economia, Economia azul, Economia circular, Materiais, Sensibilização ambiental ou Sustentabilidade.

  • Como funciona a Plataforma Ambiente Portugal?

Qualquer interessado poderá registar-se rapidamente (5’) como utilizador bastando para tal preencher o formulário e fornecer um contato eletrónico válido. Após registo, os utilizadores poderão adicionar a(s) sua(s) entidade(s) ou associar-se como membros de entidades já existentes na plataforma. A partir daí poderão adicionar projetos.

Todos os utilizadores registados podem usufruir das ferramentas da plataforma como a possibilidade de fazer pesquisas aplicando filtros, ou descarregar os conteúdos disponibilizados.