Aposta no transporte ferroviário está dentro das prioridades da Comissão no rumo à neutralidade carbónica

Aposta no transporte ferroviário está dentro das prioridades da Comissão no rumo à neutralidade carbónica

No passado dia 1 de janeiro de 2021, sexta-feira, assinalou-se o início do Ano Europeu do Transporte Ferroviário. A iniciativa da Comissão Europeia irá salientar os “benefícios do transporte ferroviário” enquanto meio de transporte “sustentável, inteligente e seguro”, lê-se no boletim informativo da Comissão. Várias atividades colocarão o setor ferroviário em destaque ao longo de 2021 em todo o continente, a fim de “incentivar a utilização do transporte ferroviário” pelos “cidadãos” e pelas “empresas” e de contribuir para a “consecução do objetivo do Pacto Ecológico da União Europeia (UE) de neutralidade climática até 2050”.

Adina Vălean, comissária Europeia responsável pelos Transportes, declarou que “a nossa mobilidade futura tem de ser sustentável, segura, confortável e comportável. O transporte ferroviário oferece tudo isso e muito mais! O Ano Europeu do Transporte Ferroviário oferece-nos a oportunidade de redescobrir este modo de transporte. Graças a uma série de ações, aproveitaremos esta oportunidade para ajudar o setor ferroviário a realizar o seu pleno potencial. Convido todos a participarem no Ano Europeu do Transporte Ferroviário”.

 

O futuro está no transporte ferroviário

Na UE, o transporte ferroviário é responsável por menos de 0,5 % das emissões de gases com efeito de estufa relacionadas com os transportes, o que faz dele uma das formas mais sustentáveis de transporte de passageiros e de mercadorias. Entre outros benefícios, o transporte ferroviário é ainda excecionalmente seguro, interligando as pessoas e as empresas em toda a UE através da rede transeuropeia de transportes (RTE-T).

Apesar destas vantagens, apenas 7 % dos passageiros utilizam o transporte ferroviário e somente 11 % das mercadorias são transportadas de comboio. O Ano Europeu do Transporte Ferroviário irá criar assim uma dinâmica para promover a parte que o transporte ferroviário representa no transporte de passageiros e de mercadorias. Tal irá reduzir significativamente as emissões de gases com efeito de estufa e a poluição provenientes dos transportes da UE, dando um contributo importante para os esforços envidados pela UE no âmbito do Pacto Ecológico Europeu, refere o mesmo boletim.

Enquanto ano inaugural da plena aplicação do 4.º pacote ferroviário, 2021 conferirá um forte impulso no sentido de um espaço ferroviário europeu único: uma rede ferroviária europeia mais eficiente e uma mobilidade transfronteiras sem descontinuidades.

Todos os olhos postos no transporte ferroviário em 2021

No passado dia 1 de janeiro, a Comissão Europeia lançou um site que incluirá mais informações sobre a iniciativa, bem como uma panorâmica das atividades previstas. Vários eventos, projetos e atividades em toda a UE permitirão destacar a dimensão multifacetada do transporte ferroviário, nomeadamente, a posição de liderança mundial de uma indústria ferroviária inovadora, o papel do setor ferroviário na cultura e no património europeus, bem como a sua importância para interligar as regiões, as pessoas e as empresas, além do seu papel no turismo sustentável e nas relações da UE com os países vizinhos.

A agenda legislativa da Comissão irá igualmente refletir o Ano Europeu do Transporte Ferroviário, com propostas relativas a uma nova parceria industrial ferroviária, a melhores ligações para o transporte ferroviário com outros modos de transporte e ao objetivo de tornar o transporte de mercadorias globalmente mais sustentável, tal como sublinhado na Estratégia de Mobilidade Sustentável e Inteligente, recentemente adotada pela Comissão.