Aqualia quer aumentar presença no País

Aqualia quer aumentar presença no País

Desde 2007 que a Aqualia, empresa de gestão de água do Grupo FCC, marca presença em Portugal onde, até à data, terá atingido um volume de negócios próximo dos 150 milhões de euros, concentrado nas concessões dos serviços municipais de água e saneamento. Mas Jesús Rodríguez Sevilla, country manager da Aqualia Portugal, garante à Ambiente Magazine que o objetivo é “aumentar a nossa presença no país” e explica que está por isso atento “ao mercado e a todo o tipo de parcerias que possam fazer-nos atingir esta nossa pretensão de crescimento”.

Atualmente, a Aqualia é um dos principais atores do setor da gestão da água no mundo, ocupando a quarta posição no raking europeu de empresas privadas de gestão de água da Europa, em número de população abastecida, e posicionando-se entre as 10 primeiras do mundo, de acordo com o último ranking da Global Water Intelligence (de novembro de 2017), uma publicação que distinguiu a empresa como uma das melhores do mundo nos prémios Global Water Awards devido ao desempenho em 2017.

Oferecendo ao mercado todas as soluções para as necessidades das entidades e dos organismos públicos e privados, em todas as fases do ciclo integral da água, e para todos os usos, a Aqualia tornou-se hoje uma marca de referência no setor, mantendo uma posição de vanguarda. Algo que, segundo explica o responsável, se deve ao facto de contar com “uma equipa humana altamente especializada e empenhada, que persegue permanentemente a melhoria da eficiência nos processos de produção e a otimização dos recursos” mas também por apostar em força na tecnologia e inovação.

A Aqualia tem vindo a prosseguir igualmente a sua forte aposta na I+D+i “considerando-a absolutamente essencial para a melhora contínua de produtos e serviços, possibilitando uma maior qualidade, um menor impacto ambiental e um menor custo para os utilizadores”, garante Jesús Rodríguez Sevilla, que sublinha que “este é um compromisso prioritário da empresa”.

Uma empresa sustentável
Outro compromisso assumido pela Aqualia é para com a sustentabilidade e a implementação das normas ISO 14001 e ISSO 50001, bem como a subsequente certificação em todos os seus contratos, são disso testemunho.

O country manager da empresa para Portugal explica que o objetivo social da Aqualia é “a obtenção de água, a sua adaptação para consumo humano seguindo os mais rigorosos controlos de qualidade, a sua distribuição e posterior tratamento para que, de seguida, a mesma seja devolvida à natureza em quantidade e qualidade adequadas, fazendo um uso eficiente e sustentável dos recursos e dos materiais utilizados nesse processo”.

A empresa promove assim iniciativas orientadas para uma gestão mais eficiente dos recursos naturais, para um consumo energético mais racional e para a identificação e prevenção dos riscos associados à sua atividade.

Alguns projetos na área da sustentabilidade passam pelo All-gas que gera biocombustíveis ou biofertilizantes; ou o SMART Green Gas, que permitiu obter, a partir de águas residuais, biogás para produzir energia elétrica. “Com esta postura, a Aqualia está a impulsionar a mudança para a utilização de energia renovável mais respeitadora do ambiente”, frisa Jesús Rodríguez Sevilla. Em 2017, a empresa produziu, através das suas instalações, 177.460 GB de energia renovável, o que demonstra que o conceito de economia circular é hoje uma realidade na vida da Aqualia.

Números de 2017
824,45 M€ em concessões municipais de águas
13,01 M€ em concessões BOT
188,47 M€ em atividades não reguladas
1025,94 M€ em volume de negócios total
241 M€ de EBITDA

Este artigo foi publicado na edição 78 da Ambiente Magazine.