ASPEA lança projeto “My Observatory from Rivers to Ocean – MyO_R2O”

Categoria Águas, Ambiente

O projeto “My Observatory from Rivers to Ocean – MyO_R2O”, coordenado pela ASPEA, com financiamento EEA Grants, lançado agora, pretende através de um conjunto de ações inovadoras e da promoção da literacia dos oceanos ligar escolas próximas a rios interiores e da zona litoral, usando ferramentas tecnológicas (kits para recolha de informação) de forma a estimular a troca de dados e de conhecimento sobre rios e oceanos.

O Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) será responsável pelo desenvolvimento e operacionalização de ferramentas tecnológicas de monitorização da água, o MyO_R2O, uns kits de análise da qualidade da água (sensores) que por meio de uma aplicação web para suportar o mecanismo de carregamento e análise dos dados recolhidos permitem em tempo real a disponibilização online dos dados de qualidade de água recolhidos pelos alunos através de um tablet ou telemóvel. O LNEC irá preparar, também, conteúdos técnico-científicos digitais de apoio às ações escolares com vista à aquisição dos dados sobre os ecossistemas fluviais e costeiros e à sua disponibilização online.

O “My Observatory from Rivers to Ocean – MyO_R2O”, com duração prevista até julho de 2016 prevê a realização, com as escolas parceiras, de diversas saídas de campo e oficinas de aprendizagem para utilização da ferramenta MyO_R2O e demonstração de soluções inovadoras, assim como,  a realização de um concurso de fotografia (previsto para março de 2016) e a organização dos eventos “Rioceanos em Festa”,com atividades de rua para divulgar o projeto e as temáticas inerentes aos rios e oceanos.

Este projeto tem como escolas parceiras o Colégio Santa Maria (Lisboa), a Escola Secundária Dr. Ginestal Machado (Santarém), o Agrupamento de Escolas da Murtosa (Aveiro) e a Escola Secundária Viriato (Viseu).

Estão previstos dois encontros associados a iniciativas organizadas pelos alunos envolvidos no projeto: o Encontro da Murtosa (entre as escolas geminadas Aveiro – Viseu) e o Encontro de S. Pedro do Estoril (entre as escolas geminadas de Lisboa – Santarém).

O projeto terá, ainda, uma dimensão internacional com a participação de um aluno de cada escola na XXX Conferência CEI (Caretakers of Environment Internacional), a realizar na Dinamarca no final de junho do próximo ano, para apresentação dos trabalhos desenvolvidos assim como das concussões e conhecimento científico produzido.