Associações e autarcas contra petróleo no Alentejo

Associações e autarcas contra petróleo no Alentejo

Cerca de 200 pessoas manifestaram-se junto à Assembleia da República contra a possível exploração de petróleo na bacia do Alentejo, noticia o Jornal de Negócios. Nesse mesmo momento várias associações e autarcas eram ouvidos no parlamento, no âmbito da análise de uma petição que reuniu cerca de 42 mil assinaturas contra o furo do consórcio Eni/Galp na Bacia do Alentejo, junto a Aljezur.

Aos deputados, o presidente da Câmara de Aljezur, José Amarelinho (PS), pediu empenho junto do Governo para que acabe com os contratos de prospeção e sugeriu a criação de uma comissão de inquérito que analise o processo e acusou o Governo de ceder às petrolíferas.