AstraZeneca vai reduzir emissões de CO2 em 110 toneladas por ano

AstraZeneca vai reduzir emissões de CO2 em 110 toneladas por ano

Categoria Ambiente, Energia

A SunEnergy, marca especializada em soluções de energias renováveis acaba de anunciar a assinatura de um acordo com a AstraZeneca, multinacional da indústria farmacêutica. De acordo com a informação enviada à imprensa o acordo vai permitir à AstraZeneca “produzir 220.000 kWh de energia para consumo próprio”, contribuindo para uma “poupança de cerca de 29 mil euros”, evitando a “emissão de 110 toneladas de CO2, por ano”.

A sede da AstraZeneca em Portugal, situada em Barcarena (Oeiras), vai receber um Projeto e Instalação de Unidade de Produção em Autoconsumo, constituído por 543 painéis solares fotovoltaicos de 295W para produção de energia elétrica a partir do sol que será consumida pelo edifício.

O CFO da AstraZeneca Portugal, Pedro Nunes refere no comunicado que “uma das grandes preocupações da AstraZeneca é a sustentabilidade e uma das vertentes da sustentabilidade é a proteção do ambiente. Com este acordo, damos seguimento às nossas políticas ambientalmente responsáveis, para além de transformarmos a nossa sede num edifício energeticamente mais eficiente”.

Já António Lourenço, da SunEnergy afirma que “as grandes empresas farmacêuticas, como a AstraZeneca, têm políticas muito fortes de responsabilidade social e ambiental e graças a este acordo, vai ser possível evitar a emissão de quase 3.000 toneladas de CO2, nos próximos 25 anos, tornando a empresa energeticamente eficiente e consumidora de energia limpa, para além da poupança económica”.

O ano de 2019 tem sido um ano de forte crescimento para o setor da energia solar fotovoltaica em Portugal e a Sunenergy destaca que “está também a crescer substancialmente em relação ao ano anterior”.

Foto: Reuters