Automóveis elétricos têm custo total de utilização de três cêntimos/km

Automóveis elétricos têm custo total de utilização de três cêntimos/km

Categoria Ambiente, Energia

“Os hábitos dos utilizadores de automóveis estão a mudar de forma muito rápida”, considera Guillaume Masurel, diretor geral da Nissan Portugal, citado pela Vida Económica. Para ele, os automóveis vão ser muito mais seguros, mais limpos e mais sustentáveis.

A Nissan está à frente nos veículos totalmente elétricos, com mais de 20 mil automóveis vendidos na Europa e uma quota de 28% nas frotas que utilizam a energia elétrica.

Segundo referiu, os operadores de frota estão a reconhecer os custos de manutenção reduzidos e um custo de utilização total inigualável de cerca de 0,03 € por quilómetro.

Os veículos elétricos da Nissan proporcionam custos de manutenção estimados até 40% inferiores por comparação com as alternativas a gasolina ou a gasóleo.

Para Guillaume Masurel, os automóveis elétricos beneficiam em Portugal de um tratamento fiscal mais favorável, nomeadamente, a dedutibilidade do IVA que equivale a uma redução do preço em 23%, e estão isentos do ISV, IUC e tributação autónoma, que pode irá até 35% nos veículos normais.

Mobilidade sustentável é prioridade

A Nissan está a realizar este ano uma série de novos eventos na Europa, concebidos para levar o debate do futuro da mobilidade para lá da indústria automóvel. Após o lançamento da visão de Mobilidade Inteligente no Salão Automóvel de Genebra no início deste ano, o “Nissan Futures” reafirma o compromisso da Nissan com um futuro menos congestionado e com mais conetividade, inspirando as pessoas e as empresas a adotarem um estilo de vida “mais inteligente”. Tendo como objetivo a produção de veículos de emissões zero e fatalidades zero na estrada, a visão “Mobilidade Inteligente” da Nissan foi concebida para orientar os futuros projetos da Nissan.