Autonomia de veículos elétricos cada vez mais próxima da combustão

Autonomia de veículos elétricos cada vez mais próxima da combustão

Categoria Ambiente, Energia

O Salão Automóvel de Paris, um dos mais importantes certames do setor à escala mundial e que está de portas abertas até dia 16 de outubro, quer mostrar aos visitantes as novidades de veículos elétricos que anunciam autonomias que os aproximam dos modelos a combustão, com combustíveis fósseis.

O crescimento da autonomia e da rapidez no carregamento das baterias será, segundo as marcas, muito rápido. “O desenvolvimento tecnológico dos automóveis elétricos será muitíssimo mais rápido do que aquele a que assistimos para os motores de combustão”, declara ao “Vida Económica”, o diretor de comunicação da Renault Portugal, Ricardo Oliveira.

Além de vários “concepts” que apontam nesta nova direção, há casos de viaturas que já estão em processo de lançamento: o Renault ZOE 40 e o Opel Ampera-e. As duas marcas garantem autonomias de, respetivamente, 400 e 500 quilómetros.

Estes níveis de autonomia agora apresentados representam perto do dobro da maioria dos modelos já disponíveis no mercado português. A média atual ronda os 250 quilómetros de autonomia.