BEI e Millennium bcp disponibilizam 150 milhões para financiar empresas afetadas pelos incêndios

BEI e Millennium bcp disponibilizam 150 milhões para financiar empresas afetadas pelos incêndios

O Banco Europeu de Investimento (BEI) e o Banco Comercial Português, S.A. (Millennium bcp) irão disponibilizar uma verba de 150 milhões de euros com o objetivo de promover o crescimento económico e a criação de emprego nas áreas afetadas pelos incêndios no Norte e Centro de Portugal em 2017.

O BEI concedeu um empréstimo de 75 milhões de euros ao Millennium bcp para que possa garantir financiamento em condições vantajosas às empresas afetadas pelos incêndios. Neste acordo, o Millennium bcp compromete-se a igualar o valor do empréstimo para o mesmo fim. Assim, o fundo final para promoção da retoma económica nas áreas mencionadas chega aos 150 milhões de euros.

A cerimónia para celebrar o acordo decorreu na semana passada em Lisboa na presença do vice-presidente do BEI, Román Escolano, e do vice-presidente executivo do Millennium bcp, João Nuno Palma. Este contrato permitirá a transferência de vantagens exclusivas de financiamento do BEI, como pagamentos a longo prazo e taxas de juros mais baixas, às empresas portuguesas que precisem de adquirir ou substituir equipamentos, instalações ou de contratar mão de obra devido à destruição causada pelos fogos.

Como parte da resposta do BEI aos incêndios, em setembro foi providenciada uma doação de 500 mil euros para o fundo REVITA, fundo de apoio às populações e à revitalização das áreas afetadas pelos incêndios ocorridos em junho de 2017. O Grupo BEI, numa iniciativa coordenada pelo seu Instituto, angariou dinheiro entre os seus colaboradores ao qual o próprio Banco adicionou outra quantia. O Millennium bcp contribuiu também com cerca de 440 mil euros para este fundo, que incluiu também fundos angariados através de uma conta solidária.

*Foto Reuters