Braga – Aposta no Ambiente é prioridade no concelho

Braga – Aposta no Ambiente é prioridade no concelho

Categoria Advisor, Empresas

O município de Braga assume o Ambiente como uma aposta fundamental no concelho e são vários os projetos em curso e planeados para os próximos tempos. Altino Bessa, vereador da Câmara Municipal de Braga com os pelouros do Ambiente e Alterações Climáticas, Energia, Desenvolvimento Rural, Turismo, Defesa do Consumidor, Política Animal, Proteção Civil e Bombeiros Municipais, não hesita em apontar como prioritária a mitigação e adaptação às alterações climáticas, através do Programa Florestar e Oxigenar Braga, no qual entidades e cidadãos são convidados a plantar árvores no concelho, particularmente no Monte Picoto, que pretende ser o maior Parque Urbano de Floresta Autóctone. Outros projetos importantes são o Cuidar Braga, no qual são disponibilizados biotrituradores, permitindo aos proprietários florestais/agrícolas a limpeza dos espaços sem recorrer à queima; o Projeto Rios cujos grupos adotantes monitorizam 500 m de linha de água e fazem melhorias; o Concurso Escola Eficiente, que aumenta a eficiência energética de Jl e EB1; as hortas escolares e comunitárias; o aumento das áreas verdes urbanas, como é exemplo o Parque das Camélias, ou ainda a Quinta Pedagógica, para só mencionar alguns programas.

Especificamente na área dos Resíduos, o município reformulou a recolha e a Agere definiu três zonas. A primeira é o Centro Histórico, com poucos residentes mas muito comércio, hotelaria e restauração, ou seja, produtores de grande quantidade de resíduos orgânicos valorizáveis. Aqui a Braval já recolhia porta-a-porta embalagens e papel/cartão, e estabeleceu-se a recolha da fração indiferenciada e da fração orgânica em separado, após distribuição de contentores pretos e castanhos, respetivamente. Nas duas outras zonas (cidade e periferia), a alteração prendeu-se com os contentores e periodicidade de recolha.

Já no que diz respeito à Água, o município de Braga tem diversos sensores de qualidade da água instalados no rio Este, efetuando-se análises semanais em mais de uma dezena de locais e o vereador garante que já foram debeladas muitas fontes de contaminação, o que se reflete na melhoria da qualidade da água. “Essa linha de água está adotada por grupos do Projeto Rios, o que aumenta a sua vigilância, e também foi intervencionado com técnicas de Engenharia Natural, tendo já sido vista a lontra e garça-real, dada a quantidade de peixes e rãs”, acrescenta Altino Bessa. Além disso, colocaram-se painéis informativos sobre o ecossistema ribeirinho e biodiversidade. Também no Rio Cávado se têm verificado “grandes melhorias”, e já desde 2016 que existe uma Praia de Bandeira Azul (Adaúfe), este ano Qualidade de Ouro, que se veio somar à de Cavadinho (em Crespos). O responsável adianta ainda que está a ser criada uma rede de praias fluviais.

Braga mais sustentável
A sustentabilidade é outra preocupação da Câmara Municipal de Braga, que aposta na qualidade de vida dos seus habitantes, atuais e futuros. Neste momento, a maior parte da energia gasta no concelho é energia limpa, assegura o vereador, explicando que tem sido feita uma aposta nos LED a nível da iluminação pública. O projeto Cuidar Braga tem permitido reduzir a emissão de GEE e o risco de incêndio, bem como reduzido o consumo de água potável na rega. Os munícipes podem contar com ecopontos e compostores, bem como mais postos de abastecimento para viaturas elétricas. Por sua vez, os Transportes Urbanos de Braga e a própria autarquia adquiriram viaturas elétricas.

Altino Bessa assume a educação para o desenvolvimento sustentável como outra prioridade, e são muitos os projetos que se têm feito com escolas e a população em geral.

Este artigo foi publicado na edição 85 da Ambiente Magazine.