Bruxelas diz que Portugal está em risco de falhar meta de reciclagem de resíduos municipais

Bruxelas diz que Portugal está em risco de falhar meta de reciclagem de resíduos municipais

A Comissão Europeia apontou, hoje, Portugal como um dos 14 Estados-membros da União Europeia (UE) que está em risco de falhar a meta de 50% de reciclagem de resíduos municipais até 2020, avança a Lusa.

Em comunicado, o executivo comunitário identifica Portugal, Bulgária, Croácia, Chipre, Estónia, Finlândia, Grécia, Hungria, Letónia, Malta, Polónia, Roménia, Eslováquia e Espanha como os Estados-membros que “precisam de fazer mais para que as suas populações e as suas economias beneficiem da economia circular”, de acordo com os dados do último relatório sobre a implementação da legislação comunitária em matéria de resíduos.

“Por esse motivo, a Comissão apresenta propostas que visam assegurar que estes países cumpram com a legislação da UE em matéria de gestão de resíduos”, acrescenta a nota, na qual Bruxelas oferece “assistência técnica, apoio de fundos estruturais, e auxílio na partilha das melhores práticas”.

O relatório, hoje publicado, detalha também que Portugal é um dos Estados-membros que não cumpre as metas específicas de reciclagem de vidro, conjuntamente com Grécia, Malta, Chipre, Hungria, Polónia e Roménia.

Os países do bloco comunitário comprometeram-se a alcançar o objetivo de 50% de reciclagem de resíduos municipais até 2020. A diretiva foi recentemente revista para incluir metas mais ambiciosas: 55% em 2025, 60% em 2030, e 65% em 2035.

Atendendo aos resultados veiculados neste último relatório, a Comissão Europeia irá realizar visitas aos Estados-membros que estão em risco de não respeitar a meta em 2020, para “discutir as oportunidades e os desafios com as autoridades nacionais, regionais e locais, assim como com agentes económicos, incluindo empresas”.