Bruxelas financia produção de eletricidade nas ondas de Peniche

Bruxelas financia produção de eletricidade nas ondas de Peniche

Categoria Advisor, Investigação

A Comissão Europeia e o Banco Europeu de Investimento (BEI) atribuem hoje um financiamento de 10 milhões de euros a um projeto que está em desenvolvimento em Peniche (Leiria) para produzir eletricidade a partir da energia das ondas. Os 10 milhões de euros, atribuídos no âmbito do mecanismo de financiamento Innovfin, irão financiar uma unidade de demonstração pioneira do conceito WaveRoller, que converte a energia das ondas em energia elétrica, segundo a Comissão Europeia.

A tecnologia WaveRoller visa, com recurso a um Conversor Oscilante de Translação das Ondas (Oscillating Wave Surge Converter – OWSC), transformar a energia das ondas em energia elétrica, no âmbito da procura de novas fontes sustentáveis de energia.

“Investir nas tecnologias de energias renováveis é reforçar o papel de liderança da Europa nesta área. O nosso apoio a pioneiros no domínio das energias renováveis contribui para soluções aos desafios das alterações climáticas globais, criando emprego e crescimento económico sustentável na Europa e em Portugal”, disse o comissário europeu para a Investigação, Ciência e Inovação, Carlos Moedas.

Segundo um comunicado de Bruxelas, a tecnologia WaveRoller, desenvolvida pela empresa finlandesa AW-Energy, revela-se promissora, despertando o interesse comercial em seis países. O empréstimo, concedido pelo BEI e apoiado pelo programa Horizonte 2020, é o primeiro a financiar um projeto ao abrigo do InnovFin Energy Demo Project, um mecanismo de dívidas setorial e inovador que visa apoiar projetos comercialmente promissores, mas considerados de risco do ponto de vista tecnológico.

Desde 2012, estão em funcionamento três protótipos de 100KW cada, ligados à rede perto de Peniche. Com o apoio de um novo empréstimo de cerca de 10 milhões de euros, pretende-se agora instalar um mecanismo de demonstração de 350 kW à escala real na mesma zona, ainda este ano, tendo o projeto um custo total estimado em 19 milhões de euros.

A tecnologia WaveRoller tem sido parcialmente desenvolvida e testada em Peniche, desde 2007.