Campanha da SPV aplaude bons hábitos de reciclagem dos portugueses em tempo de isolamento social

Campanha da SPV aplaude bons hábitos de reciclagem dos portugueses em tempo de isolamento social

Categoria Ambiente, Resíduos

“Não te separes do essencial” é a nova campanha da Sociedade Ponto Verde (SPV) que pretende agradecer a todos os portugueses que, em tempos que têm exigido grande isolamento social devido à pandemia de Covid-19, continuam a conseguir fazer da reciclagem um hábito do seu dia-a-dia e a acreditar que “reciclar faz parte da solução”.

Em comunicado, Ana Isabel Trigo Morais, CEO da Sociedade Ponto Verde, sublinha que “apesar das adaptações a que este momento obriga, hábitos como a reciclagem não podem ficar esquecidos. Em 2019, Portugal continuou a crescer nesta área, registando um aumento de 10% face ao ano anterior. A pandemia COVID-19 trará novos desafios nesta área e acreditamos, por isso, a reciclagem será essencial para a transição para modelos de economia circular, a economia de futuro”.

Desta campanha faz parte um vídeo, lançado nos canais digitais, que, retratando diversas situações do novo quotidiano dos lares, procura reforçar a atitude positiva, a persistência e resiliência dos portugueses.

A SPV “continua a trabalhar em prol de mais e melhor reciclagem e contamos com os portugueses que não abandonam os seus bons hábitos de reciclagem e continuaram a separar embalagens em casa”, refere Ana Isabel Trigo Morais.

Para ajudar os portugueses a continuar a reciclar, a SPV relembra duas regras essenciais na separação de resíduos, que neste momento, devem ser cumpridas:

  1. Todos os resíduos produzidos em casas com casos de infeção ou suspeita de contaminação devem ser depositados no lixo comum;
  2. Estes resíduos devem ser colocados num saco do lixo que não deve estar completamente cheio e deve ser colocado dentro de outro saco;
  3. Luvas, máscaras e lenços de papel (mesmo sem estarem contaminados) devem ser sempre colocados no lixo comum e não no ecoponto ou na sanita.
Foto cedida pela Sociedade Ponto Verde