Cascais Smart Pole by Nova SBE quer colocar município no caminho da inovação aliada à missão Zero Carbono

Cascais Smart Pole by Nova SBE quer colocar município no caminho da inovação aliada à missão Zero Carbono

Categoria Advisor, Investigação

Foi aprovada a candidatura do projeto Cascais Smart Pole by Nova SBE ao concurso dos EEA Grants “Implementação de projetos piloto de laboratórios vivos de descarbonização e mitigação às alterações climáticas”, no âmbito do programa “Ambiente, Alterações Climáticas e Economia de Baixo Carbono”.

Promovido pela Fundação Alfredo de Sousa e desenvolvido pela Nova SBE e restantes parceiros, este “Living Lab” (laboratório vivo) que irá nascer no município pretende ser um “espaço de experimentação e inovação onde interagem várias entidades parceiras”, com o intuito de fazer Cascais caminhar no sentido da inovação aliada à neutralidade carbónica, lê-se no comunicado.

De acordo com a Nova SBE, os “Livings Labs” de descarbonização e mitigação às alterações climáticas são novas formas de trabalhar a inovação em prol da sustentabilidade ambiental e a missão Zero Carbono. São espaços definidos, desenhados numa área delimitada, com identidade local e reconhecível pelos cidadãos, que reúnem diversas soluções tecnológicas inovadoras, com vista à mitigação das emissões de carbono, e que promovem o envolvimento ativo dos cidadãos, empresas, autoridades públicas e universidades.

O projeto Cascais Smart Pole by Nova SBE, criado em parceria com a Câmara Municipal de Cascais, Cascais Ambiente, CEiiA, GET 2C, Prio Bio, Veolia e ATM (Avfallsteknisk Montasje AS), foi selecionado ao concurso da EEA Grants pela perspetiva de contribuir para aumentar a resiliência às alterações climáticas, através de medidas locais concretas de adaptação e mitigação às alterações climáticas, e soluções tecnológicas de baixo carbono aplicadas às cidades.

No rumo à neutralidade carbónica até 2050, a cidade de Cascais quer ser uma referência nessa frente. Para tal, o espaço Cascais Smart Pole by Nova SBE, integrante do Roteiro para a Neutralidade Carbónica desenvolvido pelo município, será determinante no sentido de “criar uma nova geração de changemakers e sensibilizar para a mudança de comportamentos, e consequente responsabilização”. Esta ambição será garantida por um “mercado virtual de emissões de GEE, acessível por todos os stakeholders”, que permitirá “monitorizar e reduzir a pegada individual e corporativa”, paralelamente à demonstração de “projetos-piloto de diversas áreas temáticas, a decorrer na área do Cascais Smart Pole by Nova SBE”, refere o comunicado.

Localizado na freguesia de Carcavelos, Cascais, de âmbito municipal e com acesso livre e público, este “Living Lab” será um espaço de experimentação, empreendedorismo e inovação, com o propósito de construir uma cidade e uma sociedade mais sustentáveis, com a participação de toda a comunidade.

Este “Living Lab” pretende beneficiar da proximidade de um centro de conhecimento (Nova SBE) dentro do recinto de experimentação para potenciar a participação de todos os stakeholders nesta experiência, tendo como objetivo principal a “promoção do empreendedorismo e a ponte com empresas na busca de soluções e produtos”, bem como a “sensibilização dos diversos públicos”, desde os residentes, estudantes, turistas, visitantes, passando pelas empresas e entidades públicas e privadas, e a possibilidade de “experienciar e testar soluções e atividades que dêem resposta às necessidades climáticas no município de Cascais”.