Castelo Branco triplica espaços verdes e lazer

Castelo Branco triplica espaços verdes e lazer

A cidade de Castelo Branco vai triplicar até 2020 a área de espaços veres e de lazer, noticiou hoje o Correio da Manhã. O primeiro projeto a avançar irá transformar o Parque da Cruz de Montalvão, antigamente usado como pista de obstáculos do Exército, numa espécie de “central park”, com grandes áreas relvadas e arborizadas, espelhos de água, ciclovias e um auditório para atividades culturais.

O novo parque acrescentará 17 hectares à zona verde da cidade e fará a ligação entre o centro e a zona de lazer, onde está o complexo desportivo e uma piscina-praia. Terá um custo aproximado de três milhões de euros e resulta de um concurso de ideias realizado em conjunto com a Ordem dos Arquitetos, que teve mais de 20 propostas.

“Já está a ser elaborado o projeto de execução, que custará 170 mil euros, e no segundo semestre de 2017 pretendemos avançar com as obras”, disse o presidente da Câmara Municipal, Luís Correia.

Em carteira estão outros projetos para espaços verdes na zona do Barrocal e no vale da Avenida Europa. “Queremos reforçar as zonas de lazer e transformar a Castelo Branco numa cidade verde com qualidade de vida”, disse o autarca.