Centro Bio dá mais um prémio da Comissão Europeia a Portugal

Centro Bio dá mais um prémio da Comissão Europeia a Portugal

Pelo quarto ano consecutivo, Portugal foi distinguido pela Comissão Europeia com um prémio Regiostars, noticiou hoje o Público. Desta vez, o galardoado foi o Centro Bio, um projeto de Oliveira do Hospital, que o seu mentor acredita ser um bom exemplo de como o “interior” é capaz de “puxar por Portugal”.

Estes prémios são atribuídos anualmente com o objetivo de identificar boas práticas ao nível do desenvolvimento regional e de destacar projetos originais e inovadores que possam inspirar outras regiões. Os vencedores deste ano foram anunciados ontem, dia 11, numa cerimónia que se realizou em Bruxelas, que o Público acompanhou.

O “Centro Bio: Bio-Indústria, bio-refinarias e bio-produtos”, desevolvido pela BLC3, do concelho de Oliveira do Hospital (distrito de Coimbra), foi o laureado na categoria “crescimento sustentável”. O projeto contemplou, nesta fase, um investimento de 3,1 milhões de euros, 85% dos quais foram financiados pelo Programa Operacional Regional do Centro, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (Feder).

Em declarações ao Público, o presidente e fundador da BLC3 congratulou-se com a conquista. “Um prémio é sempre importante, seja monetário ou não, mas o mais importante é o reconhecimento do trabalho, da estratégica de que estamos a fazer”, afirma João Nunes.

A grande aposta do Centro Bio passa pela produção de biocombustível, a partir de produtos provenientes de terrenos agrícolas e florestais. João Nunes defende que este é um projeto capaz não só de “valorizar o território”, mas também de ajudar “a resolver o problema dos incêndios florestais”.