Centro de Investigação Climática da CPLP sem dinheiro para avançar

Centro de Investigação Climática da CPLP sem dinheiro para avançar

O Centro Internacional de Investigação Climática e Aplicações para a CPLP e África (CIICLAA), oficializado em 2015, ainda está a aguardar por financiamento para poder avançar com os objetivos a que se propõe, admitiu hoje fonte oficial à Lusa.
Em declarações à agência Lusa, José Pimenta Lima, diretor executivo do centro, lembrou que há três anos que se procuram verbas para se poder começar a estudar respostas aos problemas da variabilidade ligados às alterações climáticas e respetivos impactos no espaço da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e no continente africano. Ao falar à Lusa durante os trabalhos de uma conferência de divulgação do CIICLAA, que decorreu na Universidade Lusófona, em Lisboa, Pimenta Lima, engenheiro natural da ilha cabo-verdiana do Sal, evitou comentar as razões para a ausência de financiamento, lembrando que o centro foi fundado por 22 instituições, entre institutos públicos, universidades, centros de investigação, grupos económicos e empresas.
*Foto de Reuters