CIBIO-InBIO da Universidade do Porto recebe veículo da REN para apoio científico à Cátedra em Biodiversidade

CIBIO-InBIO da Universidade do Porto recebe veículo da REN para apoio científico à Cátedra em Biodiversidade

A Redes Energéticas Nacionais (REN) entregou uma viatura 4×4 ao centro de investigação em biodiversidade e recursos Genéticos da Universidade do Porto (CIBIO-InBIO), que estará ao serviço das ações de campo, que decorrem no âmbito da Cátedra em Biodiversidade, criada em parceria pela REN, a Fundação para a Ciência e Tecnologia e a Universidade do Porto.

A Cátedra em Biodiversidade tem como objetivo o desenvolvimento e promoção de atividades ligadas ao ensino, investigação e divulgação científica nos diferentes domínios da biodiversidade e em temas de interesse mútuo para a Universidade do Porto e para a REN. Francisco Moreira, detentor da Cátedra e investigador do CIBIO-InBIO, afirma em comunicado que “a viatura será utilizada para os estudos de campo sobre ecologia de algumas espécies de aves cujas populações serão mais afetadas pela presença das linhas elétricas, entre elas o sisão e a cegonha-branca”.

Francisco Parada, responsável da área de Qualidade, Ambiente e Segurança da REN, referiu que “a entrega desta viatura é o reforço do compromisso assumido pela empresa com o desenvolvimento sustentável e com proteção da biodiversidade, enquanto empresa de referência no transporte integrado de energia”. “Esta viatura será mais um complemento significativo para apoio ao trabalho de campo que o Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos da Universidade do Porto desenvolve de forma extremamente compete e com a qualidade que é reconhecida internacionalmente”, sublinha.

Até ao momento, nas atividades da Cátedra REN em Biodiversidade estiveram envolvidos um total de 13 investigadores, incluindo sete bolseiros de doutoramento e pós-doutoramento, três alunos de licenciatura e um investigador FCT. Por outro lado, a Cátedra REN em Biodiversidade permitiu ainda sistematizar e divulgar o trabalho desenvolvido. Foram publicados até ao momento um total de 39 artigos científicos em revistas internacionais de referência.