Comissão prolonga aprovação do glifosato até a Agência Europeia dos Produtos Químicos emitir o seu parecer

Comissão prolonga aprovação do glifosato até a Agência Europeia dos Produtos Químicos emitir o seu parecer

Apesar dos repetidos esforços da Comissão Europeia para dar resposta às preocupações expressas quanto a uma nova aprovação de glifosato, os Estados-Membros não estavam preparados para assumir a responsabilidade por uma decisão sobre esta substância ativa, uma vez que não se obteve uma maioria qualificada no comité permanente, em 6 de junho e, novamente, em 24 de junho no comité de recurso, refere a Comissão Europeia, em comunicado emitido hoje. Por conseguinte, tendo em conta a avaliação científica extremamente exaustiva e rigorosa da substância ativa realizada pela Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (AESA) e agências nacionais dos Estados-Membros, a Comissão prorrogou hoje a aprovação do glifosato durante um período limitado que termina agora no final de 2017.