COP 22: “as mulheres serão essenciais para tornar este acordo numa realidade”

COP 22: “as mulheres serão essenciais para tornar este acordo numa realidade”

Anne Hidalgo, Presidente da Câmara de Paris e Presidente do C40 – Cities Climate Leadership Group (Grupo de Grandes Cidades para Liderança Climática), apresentou a iniciativa Women4Climate, em Marraquexe, na passada sexta-feira.

Na iniciativa que pretende destacar a ação das mulheres face às alterações climáticas, estiveram presentes para falarem no painel, líderes como Patricia Espinosa, Secretária Executiva da Convenção Quadro das Nações Unidas para as Alterações Climáticas; Laurence Tubiana, Embaixadora francesa das negociações internacionais sobre o clima; Celeste Ketcha-Courtes, Presidente da Câmara de Bangangte, Camarões; e ainda a representante Hakima El Haite, Enviada Especial da COP22 e Campeã do Clima de Marrocos.

O Acordo de Paris foi realizado, em grande parte, graças ao esforço incansável de mulheres como Laurence Tubiana, razão pela qual Hidalgo afirmou “as mulheres serão essenciais para tornar este acordo numa realidade para as nossas cidades.”

“Estudo após estudo, ficou demonstrado que as mulheres são as mais vulneráveis [à mudança climática] e é por isso que há necessidade de uma forte liderança neste âmbito, como é o caso destes excelentes exemplos”, disse Espinosa.

El Haite falou de como “as mulheres são as primeiras vítimas das alteraçãos climáticas, mas também são espantosas intervenientes da mudança”. E afirmou: “não podemos ignorar 50% do mundo, se quisermos desenvolver o mundo todo”. El Haite tem defendido o apoio das mulheres em Marrocos, na liderança e ação sobre as mudanças climáticas, tendo-se apresentado em Washington DC, anteriormente, este ano com Hidalgo.

Ketcha-Courtes é agora a presidente da rede de Mulheres Eleitas a Nível Local em África, que foi fundada em Tangier, e afirmou: “As mulheres africanas são as gestoras naturais de tudo. Estamos prontas, estamos em ação para tornar os objetivos do Acordo de Paris uma realidade”.

A iniciativa será lançada oficialmente em dezembro, na cimeira do C40, na Cidade do México.