Correia do Sul prepara regresso de lixo exportado ilegalmente para as Filipinas

Correia do Sul prepara regresso de lixo exportado ilegalmente para as Filipinas

A Coreia do Sul vai fazer regressar ao país 6.300 toneladas de lixo ilegalmente exportado para as Filipinas, anunciou hoje o Ministério sul-coreano do Meio Ambiente, afirma a Lusa.

“Pretendemos trazer o lixo o mais rapidamente possível, mas a data exata ainda está para ser fixada porque ainda estamos no processo de consultas bilaterais [com as autoridades filipinas]”, afirmou em conferência de imprensa o porta-voz do Ministério.

O lixo foi enviado em julho para a ilha de Mindanao, no sul do país, através de uma empresa filipina. A empresa, a Verde Soko Phillipines Industrial, introduziu o lixo em Mindanao classificando-o como ‘chips’ de plástico reciclado, mas uma investigação jornalística local revelou em novembro a existência de resíduos perigosos, como baterias, lâmpadas e lixo eletrónico.

O caso originou uma dura condenação por parte da seção filipina do grupo ambientalista Greenpeace, que exigiu à Coreia do Sul e a outros países desenvolvidos para acabarem com a exportação do lixo.