Corticeira Amorim adere ao United Nations Global Compact

Corticeira Amorim adere ao United Nations Global Compact

A Corticeira Amorim é, desde a passada semana, participante do United Nations Global Compact (UN Global Compact), uma iniciativa voluntária das Nações Unidas (UN) que reúne organizações cujas estratégias, atividades e operações estão alinhadas com princípios universais de direitos humanos, práticas laborais, proteção ambiental e combate à corrupção.

A aplicação dos Dez Princípios do UN Global Compact, a prossecução dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU e a apresentação anual de um relatório (COP – Communication on Progress) detalhando todos os progressos alcançados em cada um dos pilares da sua política de sustentabilidade estão entre as novas obrigações do grupo.. Igualdade de género, finanças sustentáveis, estado de direito, governança e igualdade são alguns dos temas promovidos pelo UN Global Compact, iniciativa que reúne mais de 15 mil empresas com sede em 163 países.

Uma sociedade mais justa, um ambiente mais saudável, uma economia mais competitiva, um contexto de negócios mais transparente e uma cultura mais íntegra são os valores inscritos nos Dez Princípios do UN Global Compact, incentivando as organizações aderentes a prosseguirem o caminho da sustentabilidade corporativa assente naquele sistema de referências universal.

Tais valores desde sempre estiveram no ADN da Corticeira Amorim, que está agora comprometida “em fazer da iniciativa UN Global Compact, e dos seus princípios, parte da estratégia, cultura e operações do nosso dia a dia”, declara António Rios de Amorim, presidente e CEO da Corticeira Amorim, assegurando que “envolver-nos-emos tanto quanto possível em todos os projetos colaborativos que ambicionem o incremento das metas das Nações Unidas, particularmente os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Balizados pela transparência, pelo escrutínio público e pelo contínuo report”.

A descrição de ações práticas, sejam políticas, atividades ou procedimentos, levadas a cabo para implementar os Dez Princípios do UN Global Compact surge igualmente como incumbência anual da Corticeira Amorim, reforçando o percurso trilhado até ao momento nos domínios do ESG (Environmental, Social & Governance). Numa nota, a empresa recorda que foi a primeira no mundo a alcançar o certificado FSC (Forest Stewardship Council) na cadeia de custódia na indústria da cortiça, e a publicar o Relatório de Sustentabilidade da fileira da cortiça, tendo a sua atuação pioneira, e a transparência nestas matérias, sido reconhecida publicamente com a atribuição de vários prémios de sustentabilidade, tanto nacionais como internacionais.

Recentemente, a Corticeira Amorim foi a única entidade portuguesa a integrar a campanha 50 Sustainability & Climate Leaders. Um projeto promovido pelo TBD Media Group, e cujos conteúdos foram distribuídos pelo grupo Bloomberg, que reuniu meia centena de organizações líderes a nível global na luta contra as alterações climáticas. A empresa integra ainda outros movimentos nacionais e internacionais que promovem a adoção de práticas mais sustentáveis como é exemplo o act4nature Portugal e a Carta de Princípios, iniciativas do BCSD Portugal – Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável.