CVR celebra 18 anos de existência numa ótica de economia circular

CVR celebra 18 anos de existência numa ótica de economia circular

Categoria Ambiente, Resíduos

O CVR – Centro para a Valorização de Resíduos – assinala, esta quarta-feira, 18 anos, marcados pela “aposta constante no desenvolvimento de soluções inovadoras para as questões ambientais e energéticas”, numa ótica de “economia circular”. Devido às circunstâncias extraordinárias com as quais o país está a lidar, as celebrações serão realizadas no digital, com diversas ações a decorrer até ao fim do ano, refere em comunicado o CVR.

Segundo Cândida Vilarinho, presidente do Conselho de Administração do CVR, “os 18 anos do Centro ocorrem num momento de singulares desafios para a humanidade, no qual as questões ambientais assumem um papel fulcral. Mais do que nunca, o contributo de entidades como o CVR pode ser fundamental para ultrapassar as dificuldades do presente e neste sentido continuaremos a trabalhar de forma inovadora e circular na sustentabilidade ambiental. Não sendo possível organizar uma celebração física, recorremos ao digital para chegar a todos os que connosco colaboram ou seguem a nossa atividade”.

Tendo sido criado em 2002, o CVR é um Centro de Interface Tecnológico da Universidade do Minho que se dedica à investigação, análise científica e aplicação de soluções reais na área da gestão e valorização de resíduos. Com 84 associados maioritariamente do setor industrial e 2000m2 de espaços laboratoriais, esteve envolvido em mais de 120 projetos de I&D aplicado, a que correspondeu um volume de financiamento de cerca de 5,2 Milhões de euros. Da sua estrutura organizacional constam laboratórios de prestação de serviços analíticos, acreditados pelo IPAC. É o organizador principal da conferência científica internacional “WASTES: Solutions, Treatments and Opportunities”, por onde passaram já mais de 1200 participantes de 45 países.