Debate no Porto: Em 20 anos Portugal terá uma tendência 100% renovável na geração de eletricidade

Debate no Porto: Em 20 anos Portugal terá uma tendência 100% renovável na geração de eletricidade

Categoria Advisor, Agenda

“Em 20/30 anos, os países mais desenvolvidos, e onde Portugal se inclui, utilizarão para satisfazer a procura de eletricidade um portfolio de tecnologias de geração tendencialmente 100% renovável relativamente às energias primárias utilizadas e que serão: a solar, a eólica, a hidroeletricidade, a biomassa e até a geotermia” – quem o diz é João Abel Peças Lopes, diretor associado do INESC TEC e professor catedrático na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP). Será com o mote “Sistemas de energia com 100% de energia elétrica proveniente de fontes renováveis” que a discussão sobre os sistemas de energia do futuro terá início no Porto no dia 29 de maio, data em que se celebra o Dia Nacional da Energia.

Serão cerca de 500 pessoas a marcar presença a partir das 14h00 no grande Auditório da FEUP. O evento, organizado pelo INESC TEC e com o carimbo da Comissão Europeia, inclui também uma mostra tecnológica ligada a soluções de engenharia na área da energia.

Um drone para inspeção de linha elétricas para reduzir o risco humano, custos operacionais e tempo, um sistema de gestão inteligente de consumo energético em casa ajustado às preferências dos utilizadores, uma plataforma de gamificação dedicada à eficiência energética e dotada de sensores capazes de monitorizar níveis de humidade, temperatura, concentração de CO2 ou luminosidade, um inversor inteligente para produção e armazenamento de energia fotovoltaica em ambiente doméstico e uma caixa de comunicações wireless para aplicação em plataformas offshore de fontes de energia renováveis – são algumas das tecnologias desenvolvidas pelo INESC TEC na área da energia que vão estar em mostra no dia 29 de maio.

Estarão presentes nesta discussão membros do governo, investigadores do INESC TEC e representantes de multinacionais e PME portuguesas. O primeiro painel começará por apresentar algumas das soluções tecnológicas que o INESC TEC tem vindo a desenvolver na área da energia – com recurso a novas tecnologias, esquemas de mercado e soluções baseadas em inteligência artificial – e que vão contribuir para a materialização de uma visão dos sistemas de energia 100% provenientes de fontes renováveis.

No caso da inteligência artificial, embora já seja aplicada aos sistemas de energia desde há 30 anos, os tipos de aplicações e as próprias tecnologias têm um valor diferente. Hoje em dia a inteligência artificial é, por exemplo, usada para otimizar o consumo de energia em processos industriais ou mesmo para reduzir a carga cognitiva do operador humano num centro de despacho de um operador de sistemas de energia.

O segundo painel reúne nomes de especialistas na área da energia que cubram as perspetivas de todos os stakeholders envolvidos. António Sá da Costa, antigo presidente da Associação Portuguesa de Energias Renováveis e atual presidente da EREF, participará na discussão para abordar o tema das energias renováveis. Aurélio Blanquet, diretor na EDP Distribuição, vai participar no debate dando a perspetiva da rede elétrica de distribuição, já António Ramalho, CEO da EFACEC, falará sobre a tecnologia. O antigo presidente da ERSE (Entidade Reguladora dos Serviços de Energia) e atual presidente da NEWES, Jorge Vasconcelos, partilhará a visão sobre os mercados de eletricidade. Albino Marques, da REN, e Isabel Oliveira, da DECO, darão a perspetiva do operador de sistemas de transmissão e dos consumidores, respetivamente.

O evento organizado pelo INESC TEC é apoiado pela iniciativa “Energy Days”, organizada pela Comissão Europeia no âmbito da Sustainable Energy Week. Os Energy Days são atividades que pretendem promover uma transição para a energia limpa e podem ser organizados por diferentes instituições, públicas ou privadas, nos diferentes países Europeus.

A participação é gratuita, mas de registo obrigatório no menu “registration” do website do evento até ao dia 20 de maio: http://energyfuture.inesctec.pt/