Derretimento aproxima Polo Norte da Europa de Leste

Derretimento aproxima Polo Norte da Europa de Leste

As alterações climáticas são uma das principais preocupações do mundo moderno. Começou com o aumento da temperatura que causou o derretimento das calotas polares. A consequência mais conhecida disso é a elevação do nível do mar e a possibilidade de ondas gigantes engolirem cidades litorais. Agora, segundo um estudo publicado pela Science Advances, o derretimento das geleiras podem aproximar o Polo Norte da Europa de Leste.

A pesquisa indica que o gelo movimentou-se cerca de quatro centímetros desde 2000 e a culpa, como sempre, é da ação humana. Segundo o cientista Surendra Adhikari, da NASA, o derretimento do gelo pode provocar uma grande mudança nos polos.

Segundo análises da NASA, o manto de gelo da Gronelândia derreteu mais de 3,5 bilhões de toneladas desde 2003 e o da Antártida Ocidental perde cerca de 136 bilhões de toneladas de gelo por ano. Somente o derretimento total do gelo antártico pode elevar o nível do mar em 15 metros em 2500.

Se levarmos em consideração todo o volume de água acumulado e pendente de evaporação, em especial na região do Equador, é possível que isso cause uma mudança no eixo de rotação da Terra, algo que já acontece no Polo Norte, que se inclinou cerca de 1,6 metros para leste de 2000.