Descarga de pó de pedra deixa rio Ave branco durante horas

Descarga de pó de pedra deixa rio Ave branco durante horas

Categoria Águas, Ambiente

Uma grande quantidade de pó de pedra foi sido descarregada na madrugada de ontem, no rio Ave, em Guimarães. Com resultado, as águas daquele curso ficaram pintadas de branco desde a fronteira das freguesias de Donim e Gondomar até à Vila de Caldas das Taipas, ao longo de quase cinco quilómetros.

Segundo moradores, a poluição começou pela madrugada e às 11 horas ainda o rio jorrava pó de pedra. O foco poluente era bem visível em dois tubos junto à pista de pesca desportiva de Gondomar. Antes dos tubos, o rio corria relativamente limpo.

Seguido o curso de poluição inversamente, até à sua origem, era facilmente percetível que esta vinha da pedreira Superinertes, de Gondomar. António Lopes, dono da pedreira, confirmou ao JN que o pó vinha dali, tendo no entanto, considerado a situação como “normal”.

O responsável explicou que “foi a água das primeiras chuvas” que limpou as estradas da pedreira e que atingiu a lagoa de retenção, o que “criou arrastamento” até ao rio.

Refira-se que o conselho de Guimarães vai apresentar em 2017, a candidatura a Capital Verde Europeia e a poluição dos rios, em especial do Ave, é um das maiores batalhas do projeto.

O JN confirmou que no local esteve o Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente da GNR.

Foto de Guimarães Digital