Dia Internacional das Florestas assinalado no concelho de Loulé

Dia Internacional das Florestas assinalado no concelho de Loulé

Com o intuito de assinalar o Dia Internacional das Florestas (21 de março), o município de Loulé vai dinamizar um conjunto de iniciativas de caráter ambiental dedicadas a esta efeméride e que visam contribuir para a valorização da floresta, sensibilizando a população, sobretudo a comunidade escolar, para a sua importância, principais ameaças e medidas de proteção, apelando ainda à sua gestão sustentável.

À semelhança dos anos anteriores, a autarquia irá distribuir espécies arbóreas e arbustivas à população, assim como material de sensibilização sobre a temática. Esta iniciativa acontece durante amanhã, na Cerca do Convento, em Loulé, e na Rua Vasco da Gama, em Quarteira, e no total serão distribuídas 2000 espécies, entre sobreiros, azinheiras, alfarrobeiras, alecrins, alfazemas, entre outras.

Por outro lado, serão levadas a cabo ações de plantação, com o envolvimento de alunos de diversos estabelecimentos de ensino. No dia 21, 49 estudantes e três professores da Escola Secundária de Loulé participam em mais uma ação do projeto “Rede de Anfitriões” na aldeia do Ameixial. A ideia é promover a cooperação de sinergias entre o litoral e o interior, com distintos grupos etários, ao mesmo tempo que se requalifica algumas áreas desta freguesia com a plantação de 50 sobreiros, espécies autóctones, envolvendo e sensibilizando os participantes na melhoria da sua qualidade ambiental.

Em Quarteira, centenas de alunos de vários ciclos de ensino do Agrupamento de Escolas Drª Laura Ayres irão plantar espécies arbóreas nos respetivos estabelecimentos de ensino. O mesmo acontece na Escola EB 2,3 Engº Duarte Pacheco, em Loulé.

Já no dia 23 de março, às 10h00, na Escola Secundária de Loulé, depois de uma sessão de sensibilização em sala, realizar-se-á uma ação de plantação de plantas autótones com vista à reabilitação do espaço escolar. Os alunos do ensino secundário serão, assim, e nesta ocasião, convidados a participar no projeto fotográfico “Negativos, Positivos – Portugueselily” através de uma sensibilização para a importância da criatividade e o convite à redação de uma pequena história por cada uma das árvores plantadas.

Refira-se que, através da promoção de ações de plantação, Loulé continua a ampliar e a reforçar as suas manchas verdes, importantes núcleos de produção de oxigénio e de fixação e absorção do dióxido de carbono, um dos maiores responsáveis pela atual problemática das alterações climáticas. Ao longo de todo o ano, a autarquia tem a preocupação de investir na colocação de espécies arbóreas, em diversos espaços verdes públicos.