e-Waste Open Innovation desafia startups e empreendedores a criar soluções os equipamentos eletrónicos

e-Waste Open Innovation desafia startups e empreendedores a criar soluções os equipamentos eletrónicos

Categoria Advisor, Empresas

Promovido pela ERP Portugal (Entidade Gestora de Resíduos) e pela LG Portugal com o apoio da Startup Lisboa, o e-Waste Open Innovation é um programa de capacitação e mentoria que desafia startups e empreendedores a criarem soluções para incentivar a reciclagem e o reaproveitamento de equipamentos eletrónicos. As candidaturas, de acordo com as entidades responsáveis, decorrem até dia 7 de novembro e o programa vai acontecer entre 16 de novembro e 27 de janeiro.

Em 2019, foram produzidos 53,6 milhões de toneladas de resíduos eletrónicos em todo o mundo e, de acordo com o último relatório da ONU, apenas 17,4% dessa quantidade foi reaproveitada ou reciclada. A ONU prevê ainda que o lixo eletrónico global possa atingir 74 milhões de toneladas em 2030 – o que faz do lixo eletrónico o fluxo de lixo doméstico de crescimento mais rápido do mundo.

Em Portugal, só no ano passado, foram produzidas “170 toneladas de lixo eletrónico” e “mais de 30% da população ainda não tem o hábito de encaminhar e reciclar o seu lixo eletrónico”, lê-se no comunicado. Além de terem um impacto negativo no ambiente, os Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos (REEE) quando não são corretamente encaminhados são também um risco para a saúde pois contêm aditivos tóxicos ou substâncias perigosas, como o mercúrio, que podem danificar o cérebro e o sistema de coordenação.

Foi com o objetivo de consciencializar os portugueses para a importância de neutralizar algumas das principais ameaças ambientais, entre as quais o “lixo eletrónico”, do qual apenas 15 a 20% é reciclado a nível mundial que a ERP Portugal, a LG Portugal, e a Startup Lisboa se juntaram para incentivar empreendedores a desenvolver soluções ligadas à reciclagem de REEE.

No programa, são apresentados três desafios:

  • Acumulação: procuram-se soluções e programas de encaminhamento dos REEE e reconversão dos hábitos de reciclagem deste tipo de equipamentos;
  • Localização: procuram-se soluções e ferramentas tecnológicas que permitam incentivar e facilitar o processo de reciclagem deste tipo de equipamentos, garantindo o seu correto tratamento e reciclagem, evitando que os mesmos terminem em circuitos informais;
  • Incentivos: procuram-se soluções tecnológicas e iniciativas que permitam definir incentivos (monetários e não monetários) que fomentem de forma significativa as boas práticas de reciclagem deste tipo de resíduos.

Podem candidatar-se empreendedores individuais com ideias ou startups já com negócios constituídos (com menos de cinco anos de existência). As candidaturas podem ser feitas em e-Waste Open Innovation.

A avaliação e seleção dos projetos vencedores será feita por um júri composto por membros da ERP Portugal, da LG Portugal, da Startup Lisboa e da Exame Informática no dia 27 de janeiro de 2021. Neste dia, as equipas irão apresentar as suas soluções e serão selecionados os três projetos vencedores: o primeiro prémio recebe 15 mil euros, o segundo 3.500 euros e o terceiro 1.500 euros.