Ecopilhas: Pilhão Solidário há 10 anos a ajudar IPO

Ecopilhas: Pilhão Solidário há 10 anos a ajudar IPO

Tem pilhas e baterias usadas em casa? A Ecopilhas apela ao simples gesto de colocar as pilhas e baterias usadas no Pilhão, o contributo para uma causa social. Até 31 de dezembro as pilhas e baterias que colocar no Pilhão da Ecopilhas, contribuem para a doação de um aparelho de tratamento para doentes oncológicos do IPO.

Pelo 10º ano consecutivo a Ecopilhas, entidade que desde 2002 tem como missão a gestão de um sistema
integrado de pilhas e acumuladores usados, lança um peditório nacional de recolha deste tipo de
resíduos que decorrerá até final do ano.

Para assinalar esta data, a equipa da Ecopilhas aliou-se àquele que tem sido o grande embaixador da
Campanha, José Carlos Malato, e juntos colaboram na divulgação da iniciativa. Este é um momento único
de agradecimento a todos os que têm contribuído para o êxito de cada Peditório a favor do IPO.

Eurico Cordeiro, diretor-geral da Ecopilhas, refere que “são 10 anos de dedicação e envolvimento, numa
campanha de sensibilização ambiental que tem contribuído para uma melhor prestação dos cuidados de
saúde aos doentes do IPO” e deixa um apelo à participação nesta campanha “um pequeno gesto faz a
diferença e é por isso que convidamos todos os cidadãos a participar e a colocar as suas pilhas nos mais
de 20.000 Pilhões Solidários existentes em todo o país”.

Contribuir para esta campanha de solidariedade é muito fácil. Basta colocar as pilhas e baterias que já não
funcionam e que foram anteriormente usadas em brinquedos, telecomandos, rádios, lanternas,
computadores portáteis, telemóveis, relógios entre outros aparelhos, num dos mais de 20.000 Pilhões
existentes em todo o País.

Desde 2009, ano em que teve início o primeiro Peditório de Pilhas e Baterias a favor da luta contra o
cancro, a Ecopilhas recolheu mais de 35,5 milhões de Pilhas e Baterias usadas, o que tem permitido a
doação anual de um aparelho de tratamento ou de diagnóstico ao IPO de Lisboa.