Emissões de CO2 recuam 4,3% na UE e 8,7% em Portugal em 2019

Emissões de CO2 recuam 4,3% na UE e 8,7% em Portugal em 2019

As emissões de dióxido de carbono (CO2) provenientes da combustão de combustíveis fósseis recuaram 4,3% na União Europeia (UE) em 2019, face ao ano anterior, com Portugal a reduzir o dobro da média (8,7%), segundo o Eurostat e conforme avançado pela Lusa.

As emissões de CO2 diminuíram na maioria dos Estados-membros, com as principais quebras a serem observadas na Estónia (-22,1%), Dinamarca (-9,0%), Grécia, Eslováquia (-8,9% cada), Portugal (-8,7%) e Espanha (-7,2%). Quatro Estados-membros aumentaram as suas emissões de CO2: Luxemburgo (7,5%), Áustria (2,8%), Malta (2,0%) e Lituânia (1,6%). Chipre manteve as suas emissões estáveis.

De acordo com uma estimativa do gabinete estatístico europeu, as emissões de CO2 provenientes da combustão de combustíveis fósseis — principalmente petróleo e derivados, carvão, turfa e gás natural — representam 80% do conjunto das emissões de gases com efeito de estufa, responsáveis pelo aquecimento global, e são influenciadas por fatores como as condições climáticas, o crescimento económico, a densidade populacional, os transportes e atividades industriais.