Empresa britânica vai construir central elétrica a gás no norte de Moçambique

Empresa britânica vai construir central elétrica a gás no norte de Moçambique

Categoria Ambiente, Energia

O Governo de Moçambique e uma empresa do Reino Unido anunciaram hoje a assinatura de um memorando de entendimento para utilização de gás natural a explorar na bacia do Rovuma, costa norte do país, para a produção de eletricidade, avança a Lusa.

A Great Lakes Africa Energy (GLAE) irá “desenvolver, financiar, construir, possuir e operar uma central de 250 megawatt (MW) a gás”, anunciou Michael Kearns, diretor da GLAE, citado num comunicado da empresa.

O projeto está orçado em 340 milhões de euros e a assinatura do memorando surge depois de a empresa ter sido selecionada num concurso de alocação de gás para fins domésticos, cujos resultados foram anunciados em janeiro de 2017.

Segundo a empresa, a central vai ser “uma das maiores fontes de energia elétrica em Moçambique” e vai permitir acelerar o desenvolvimento de outros projetos industriais, “que têm estado parados devido à falta de um fornecimento de energia estável”.

A GLAE é uma empresa registada no Reino Unido, criada em 2013, que investe em soluções de energia nas regiões dos Grandes Lagos e da África Austral. A exploração das reservas de gás no Rovuma deverá começar em 2022.