Endesa, Hidurbe e Lipor juntas em projeto de Energias Renováveis

Endesa, Hidurbe e Lipor juntas em projeto de Energias Renováveis

Categoria Advisor, Empresas

A Assinatura do Contrato para Construção e Operação de um Parque Fotovoltaico nas instalações da LIPOR decorreu nas instalações da empresa, em Baguim do Monte, no passado dia 31 de maio. O evento contou com a presença do ministro do Ambiente João Pedro Matos Fernandes e do secretário de Estado da Energia João Galamba.

Trata-se de um projeto “chave-na-mão” concebido pela Endesa, com um investimento por parte dos promotores privados de cerca de “1,5 milhões de euros e vai permitir ao fim de 25 anos de exploração, uma poupança superior a três milhões de euros”, refere a Lipor em comunicado.

O projeto de construção e operação do novo parque fotovoltaico nas instalações da Lipor vai contar com a instalação de 2.200 módulos fotovoltaicos de elevada performance, ocupando uma área total de 4.256 metros quadrados, divididos em 3.308 metros quadrados na cobertura da unidade fabril e 948 metros quadrados no espelho de água (túnel de compostagem), para uma potência instalada de 748 kWp (kiloWattpico).

Com uma produção anual estimada de eletricidade de cerca de 1,1 GWh (um milhão e cem mil kiloWatthora), destinada, maioritariamente, ao autoconsumo da central de valorização orgânica da Lipor, explorada pela Hidurbe Serviços, este parque permite ainda um excedente de cerca de 40 MWh (quarenta mil kiloWatthora), que serão injetados na Rede como energia limpa e renovável. A produção estimada representará uma poupança anual de 25%.

A produção de eletricidade no novo parque fotovoltaico nas instalações da Central de Valorização Orgânica da Lipor, corresponde ao consumo anual de cerca de 275 famílias, estimando-se que sejam evitadas cerca de 518 toneladas de CO2 equivalente por ano.

O projeto insere-se em regime de autoconsumo (UPAC) e executar-se-á num período de 9 meses, desde a fase de licenciamento até à fase de operação.

Desta forma, com a criação desta Unidade, a Endesa, a Hidurbe e a Lipor realçam a necessidade de unir esforços em prol de um futuro comum, onde a energia é mais limpa, mais eficiente e mais sustentável.